X
Cotidiano

Preço de frutas, legumes e verduras dispara nas feiras

De acordo com o índice de elevação de preços da CEAGESP as frutas encareceram 5,01% e os legumes 9,01%.

Exemplos dos campeões de preço são o abacate, tangerina, cebola, alho e a batata, mas o vilão tem sido mesmo o tomate. / Nair Bueno/DL

O consumidor já começa a sentir no bolso o aumento no preço de algumas frutas, legumes e verduras. De acordo com o índice de elevação de preços da Companhia de Entrepostos e Armazéns Gerais de São Paulo (CEAGESP) as frutas encareceram 5,01% e os legumes 9,01%. 

Exemplos dos campeões de preço são o abacate, tangerina, cebola, alho e a batata. Mas o vilão da cesta básica tem sido mesmo o tomate. Neide Chaves afirma que todos os preços têm aumentado e não consegue mais encontrar os que ficavam estáveis. No entanto, “o tomate foi o que eu percebi que disparou”. 

Com variações entre quatro e seis reais, os tomates do tipo italiano estavam em quase todas as bancas da feira visitada pelo Diário desta semana, porém em menor quantidade. O feirante Victor Hugo comenta que tem trabalhado com os preços em alta há mais ou menos 6 meses e afirma que preço da fruta foi um dos que mais subiu. 

“Há o que chamamos de safra e entressafra. Além disso, no mês de outubro e agora em novembro tivemos um período de chuvas muito grande. Muitas plantações fora perdidas, e o que sobrou ficou mais caro”, explicou. 

Além do tomate, o abacate do tipo avocado também dobrou de valor. A feirante Eloísa Helena conta que um deste tipo está custando quatro reais, quando em seu preço normal vale dois. 

Outros dois consumidores, Edivaldo Barbosa e Marilúcia da Silva, comentam que os preços estão em alta há algum tempo e isso faz com que eles procurem lugares mais baratos para fazer as compras. O rapaz diz que normalmente costuma conseguir comprar tudo o que deseja na feira, mas tem ido à mercado também para ver se encontra mais variedades.

EXPECTATIVA PARA AS PRÓXIMAS SEMANAS.

Há uma expectativa que os preços continuem em alta por causa da próxima estação que está para começar: o ­verão.

A estudante de Engenharia Química, Letícia Firmino, diz que o tomate é uma fruta que já tem muita água e, nessa época que antecede o verão, há uma época de chuva muito grande. 

“Além disso, o sol também é muito forte, o que acaba prejudicando o cultivo do produto e estragando muito mais fácil. Ele pode ficar também com a pele ­danificada, tornando os frutos restantes que estão em bom estado muito mais caros para compensar a perda dos que estragaram”, conclui.

Deixe a sua opinião

VEJA TAMBÉM

ÚLTIMAS

Moto do Homem de Ferro chega por menos de R$ 30 mil às concessionárias

A Yamaha dá continuidade à parceria com a Marvel e lança a edição especial e limitada Homem de Ferro da naked MT-03

Artigo

Liderar é...

Não pode haver ideia de líder e liderança sem uma amplitude do conceito de 'pessoa'

©2021 Diário do Litoral. Todos os Direitos Reservados.

Layout

Software