X
Cotidiano

Praia Grande: vendedor de água que estava desaparecido é encontrado

Márcio Rodrigues, de 48 anos, havia desaparecido na último sábado (8), após realizar uma corrida particular, com destino a São Mateus, em São Paulo

Márcio Rodrigues fez sucesso na internet após ser fotografado vendendo água nos semáforos de Praia Grande vestido de garçom / Reprodução/Redes Sociais

Márcio Rodrigues, de 48 anos, que fez sucesso na internet após ser fotografado vendendo água nos semáforos de Praia Grande vestido de garçom, foi localizado pela família e já está em casa novamente. Ele havia desaparecido na último sábado (8), após realizar uma corrida particular, com destino a São Mateus, em São Paulo.

Segundo familiares, ele havia saído de casa no bairro Vila Antártica, em Praia Grande, por volta das 16 horas, para realizar uma corrida com quatro passageiros, e desde então não tinha sido mais visto.

Márcio chegou a ligar para a esposa e informar que o carro estava com problemas mecânicos, na manhã de domingo (9), às 05h30. Durante a ligação, ele pediu um pix no valor de R$ 50 para o conserto do carro, mas não conseguiu informar onde estava exatamente. Após esse contato, a esposa não teve mais notícias.

Já em casa, a família limitou-se apenas a dizer que Márcio encontra-se "muito assustado". O desaparecimento do vendedor foi registrado no 1º Distrito Policial de Santos, que investiga o caso.

Faça parte do grupo do Diário no WhatsApp e Telegram.
Mantenha-se bem informado.

Popular na região

Márcio fez sucesso na internet após ser fotografado vendendo água nos semáforos de Praia Grande, vestido de garçom. Após falir devido ao isolamento ocasionado pela pandemia de Covid-19, ele entrou em profunda depressão e até mesmo chegou a morar nas ruas durante um período. Foi então quando ele decidiu se reinventar e apostar em um novo negócio. Sua história de superação teve reconhecimento e logo viralizou nas redes sociais.   

Ele se inspirou na personagem Eliza, protagonista da telenovela 'Totalmente Demais', da Rede Globo. No enredo, ela começa a vender flores quando se vê em uma situação financeira delicada. Foi então quando ele começou a pesquisar sobre empreendedorismo no YouTube, e encontrou perfis nas redes que se tornaram importantes para sua história.

Para se reiventar no empreendedorismo, ele utilizou R$ 200 que foram emprestados por conhecidos para comprar a água e os adereços necessários para o personagem, e a partir dai, começou a vender nos semáforos.

Parte do sucesso também surgiu pela forma como as vendas foram conduzidas. Com os pagamentos feitos via PIX, ele sempre fez questão de ressaltar ao motorista a importância de não utilizar o celular no trânsito. Sempre pedindo para que pagassem quando estivessem em casa, evitando assim, uma multa por utilizar o celular dirigindo. E deu certo.

Márcio rebeceu muitos elogios de pessoas que se inspiram na sua história e apoiam seu trabalho, tanto nas ruas quanto nas redes sociais.

 

 

 

 

Deixe a sua opinião

VEJA TAMBÉM

ÚLTIMAS

Brasil

1ª criança vacinada no país, Davi estuda em escola com maior Ideb das redes estaduais do Brasil

Escola Estadual Honorato Faustino, em Piracicaba, alcançou o índice de 8,8 em 2019

Saúde

Vacinação contra covid-19 acontece durante o final de semana em Praia Grande

Ginásio Rodrigão estará aberto sábado (15) e domingo (16), das 9h às 15h

©2021 Diário do Litoral. Todos os Direitos Reservados.

Software