Praia Grande intensifica fiscalização para coibir comércio irregular

A população da Cidade sobe de 245 mil para 1 milhão, entre dezembro e fevereiro, de acordo com Andrade

Comentar
Compartilhar
11 MAR 201322h36

A partir deste mês a Prefeitura de Praia Grande intensifica a fiscalização no comércio da Cidade para coibir a atividade de estabelecimentos em situação irregular. Segundo o chefe da Divisão de Receitas Mobiliárias da Secretaria de Finanças, Ricardo Andrade, o comércio chega a aumentar 50% na temporada de Verão, em virtude do movimento de turistas e veranistas. A população da Cidade sobe de 245 mil para 1 milhão, entre dezembro e fevereiro, de acordo com Andrade.

“A fiscalização será feita em três horários, das 8h às 2h, em bares, restaurantes, choperias e casas de frutas, que abrem no período de dezembro a fevereiro. O estabelecimento que estiver irregular será fechado em até 24 horas. Se a determinação não foi respeitada, o proprietário poderá ter o estabelecimento lacrado e pagar multa no valor de R$ 455”, explicou Andrade.

Para maior eficácia na fiscalização, 1.089 câmeras espalhadas por todo o Município, monitorando durante 24 horas, ajudarão a detectar irregularidades. Por meio da Central de Monitoramento, operadores e a Polícia comunicarão os fiscais sobre qualquer movimentação suspeita.

Já para dar entrada em alvará de licença para atividade comercial na Cidade ou consulta de documentação de estabelecimento licenciado, o interessado deve se dirigir à Secretaria de Finanças (Sefin), no piso térreo do Paço Municipal, na Avenida Presidente Kennedy, 9.000, no Bairro Mirim. Mais informações podem ser obtidas pelo telefone 3496-2044.