Praia de Pernambuco é, mais uma vez, alvo de esgoto

Novamente, Sabesp, Cetesb e Prefeitura nada podem fazer em pleno feriado prolongado

Comentar
Compartilhar
26 MAI 2016Por Da Reportagem10h00
Moradores já não suportam mais a inoperâncias da Sabesp, Cetesb e PrefeituraMoradores já não suportam mais a inoperâncias da Sabesp, Cetesb e PrefeituraFoto: Rodrigo Montaldi/DL

Em pleno feriado prolongado, um velho problema volta a incomodar moradores e turistas de Guarujá: o despejo de esgoto na Praia de Pernambuco em virtude ao rompimento de uma tubulação da Saneamento Básico do Estado de São Paulo (Sabesp).

O problema foi denunciado no feriado anterior (1º de Maio – Dia do Trabalho) e a Sabesp informou que resolveria a questão, mas o esgoto continua pela rua e atingindo a praia. O forte cheiro de esgoto é sentido até mesmo dentro da água.

Outra questão que já virou rotina ocorre nas ruas próximas ao Mar Casado, também na Praia de Pernambuco.

Os moradores revelam que é só chover que os problemas aumentam. Os canos entopem e o esgoto transborda para dentro das residências.

Procurada, a Sabesp resumiu que as intervenções do sistema do entorno da Praia de Pernambuco são “consideradas de alta complexidade devido à profundidade das tubulações” e que somente em 10 dias resolverá a questão.

A resposta da Companhia Ambiental do Estado de São Paulo – Cetesb, empresa que deveria fiscalizar a Sabesp, também não foram satisfatórias.

Primeiro respondeu que a ‘demanda’ teria que ser encaminhada à Sabesp. Depois, que a denúncia seria encaminhada à Agência Ambiental de Santos para saber se alguma medida foi tomada e, por fim, recomendou informar a Prefeitura de Guarujá.

Procurada, a Secretaria de Operações Urbanas de Guarujá informou que “vistorias serão realizadas na próxima semana visando à avaliação de todos os problemas do local. Após esta avaliação, os trabalhos serão agendados e executados pela equipe da Regional que atende o bairro”.

Já a Secretaria Municipal de Meio Ambiente ressalta que notificará a empresa Sabesp para fazer os reparos necessários na rede de esgoto.