Praça José Bonifácio, em Santos, sofre com infestação de ratos

De acordo com os comerciantes do local, os roedores aparecem em grande quantidade, principalmente ao anoitecer

Comentar
Compartilhar
14 JUL 2018Por Vanessa Pimentel08h30
Reportagem contou mais de 15 ratos atravessando de um canteiro a outroReportagem contou mais de 15 ratos atravessando de um canteiro a outroFoto: Rodrigo Montaldi/DL

A Praça José Bonifácio, no centro de Santos, tem sofrido com a infestação de ratos. De acordo com os comerciantes do local, os roedores aparecem em grande quantidade, principalmente ao anoitecer.

“Trabalho aqui há mais de 15 anos e sempre convivi com ratos cruzando a praça. O problema é que nos últimos dois anos, a concentração aumentou e nunca mais vi a presença das equipes da prefeitura responsáveis pela limpeza e controle dos roedores”, reclama o proprietário de uma ­banca.

Do outro lado da praça, outro comerciante relata que certa vez, ao chegar para trabalhar, contou mais de 50 ratos comendo restos de uma marmita deixada em um dos bancos.

“Me preocupo com esta situação porque esses bichos trazem doenças e a praça é muito visitada por crianças e idosos que vem à Catedral. Além disso, o centro é roteiro turístico, merecia mais cuidado e atenção”, diz.

A reportagem permaneceu no local por cerca de 40 minutos e contou mais de 15 ratos atravessando de um canteiro a outro.

Problema antigo

Ver ratos andando pela cidade não é novidade. Na orla da praia e até no Mercado de Peixe, o problema já foi alvo de reclamações diversas vezes.

Em maio deste ano, o DL foi até a Praça Nossa Senhora Aparecida para ouvir os moradores que também sofrem com a presença constante dos roedores. Tanto que, no início deste ano, uma cuidadora que passava pelo local foi mordida no pé por uma ratazana.

Doenças

Estes pequenos animais podem transmitir mais de 40 tipos de zoonoses, como tifo; febre hemorrágica; sarnas; micose; e a mais grave delas: a leptospirose.

Respostas

A Secretaria de Saúde de Santos informou que a Seção de Vigilância e Controle de Zoonoses (Sevicoz) já realizou em 2018 três desratizações na Praça José Bonifácio, nos dias 10 de janeiro, 7 de fevereiro e 26 de março, mas a eficiência do serviço é afetada devido a problemas de descarte irregular de lixo e preparo de comida por pessoas em situação de rua nesta região.

“Quando não há oferta de alimentos, o produto químico tem efeito por seis meses. Diante da manifestação, uma vistoria será programada para a próxima semana e a nova aplicação do raticida antecipada”, afirma um trecho da nota.

Já a Secretaria de Serviços Públicos explicou que providenciará a redução da altura da vegetação para facilitar o recolhimento do lixo e manterá a retirada dos resíduos acumulados e deixados pela população na Praça José Bonifácio.

O local, que recebe serviços de limpeza e varrição diariamente, também está sendo revitalizado por meio do Programa Cidade Verde, da Prefeitura, com reposição dos mosaicos do piso, pintura de guias, canteiros, postes, reparos nos bancos e serviços de jardinagem. A iniciativa visa preservação do paisagismo, zeladoria e modernização do espaço público, com participação de empresas e entidades.