Posto volante de vacinação contra a febre amarela retorna à Praça Mauá

A vacinação em postos volantes é uma estratégia que facilita o acesso à vacina, principalmente para as pessoas não têm como ir às policlínicas

Comentar
Compartilhar
22 FEV 2018Por Da Reportagem21h38
Nesta quinta-feira, uma unidade itinerante foi montada no Vale do QuilomboFoto: Divulgação/PMS

Quem estiver no Centro de Santos nesta sexta-feira (23) terá mais uma oportunidade para se imunizar contra a febre amarela. A Secretaria de Saúde montará posto volante de vacinação na Praça Mauá, com atendimento das 11h às 14h.

A vacinação em postos volantes é uma estratégia que facilita o acesso à vacina, principalmente para as pessoas não têm como ir às policlínicas durante a semana. As unidades básicas oferecem a imunização de segunda a sexta, das 9h às 16h.

Nesta quinta-feira, uma unidade itinerante foi montada no Vale do Quilombo para atender à comunidade e moradores das imediações na Área Continental. No total, foram aplicadas 50 vacinas.

Programação

No sábado (24), das 9h às 16h, a imunização será oferecida em dois hipermercados a todos os interessados: no Extra da Avenida Ana Costa (n° 318) e no Carrefour do Praiamar Shopping (Rua Alexandre Martins, 80).

Já na segunda-feira (26), das 9h às 13h, a vacinação será no posto do Poupatempo (Rua João Pessoa, 246, Centro). Nos postos volantes não são vacinadas crianças menores de 12 anos, as quais precisam ser cadastradas em sistema informatizado. Neste caso, a vacinação deve ser feita em uma das 22 policlínicas da campanha, que atendem de segunda a sexta-feira das 9h às 16h.

Recomendações

Para se vacinar nos postos e unidades de saúde é necessário apresentar documento de identidade com foto (RG ou CNH, por exemplo) ou certidão de nascimento (no caso de crianças), sendo recomendado levar o Cartão SUS e a caderneta de vacinação.

As pessoas com mais de 60 anos também precisam levar autorização médica por escrito. Já crianças com menos de 9 meses, pessoas com doenças que baixam a imunidade (como lúpus e câncer), grávidas, mulheres que amamentam bebês de até seis meses e alérgicos a gelatina e ovo têm contraindicação para a vacina.