VLI DESKTOP TOPO
SABESP AGOSTO MOB

Ponte dos Barreiros não será fechada, garante prefeitura de SV

A Secretaria de Obras Particulares (Seob) esclarece que o processo do projeto executivo emergencial para a recuperação da ponte está sendo elaborado

Comentar
Compartilhar
03 JAN 2020Por Da Reportagem14h01
A obra será realizada na parte de baixo do equipamento, sem a necessidade de interdição da passagem para pedestresFoto: Divulgação/PMSV

A Prefeitura de São Vicente desmentiu um boato que corre nas redes sociais e informa que não procede a informação que a Ponte dos Barreiros será fechada na próxima segunda-feira (6).

A Secretaria de Obras Particulares (Seob) esclarece que o processo do projeto executivo emergencial para a recuperação da ponte está sendo elaborado, conforme pedido do Instituto de Pesquisas Tecnológicas (IPT). Assim que for cumprida esta etapa, a Prefeitura contratará a obra emergencial para a correção das 50 estacas (pilares) apontadas pelo IPT como mais críticas.

A obra será realizada na parte de baixo do equipamento, sem a necessidade de interdição da passagem para pedestres.

Medidas adotadas

O Governo Federal aprovou junto ao Senado cerca de R$ 58 milhões para a recuperação da estrutura da Ponte dos Barreiros. O valor será liberado assim que o Ministério do Desenvolvimento Regional aprovar a proposta apresentada pela Prefeitura de São Vicente.

Desde que a Justiça determinou a interdição da ponte, a partir de 30 de novembro, a Prefeitura de São Vicente tem adotado medidas para diminuir os impactos sobre a população.

Foi lançada na sexta-feira (27) a oficialização do Comitê de Gestão Integrada para colocar em prática ‘Ações Humanitárias’ em prol das pessoas que atravessam diariamente a Ponte dos Barreiros.

O grupo colocará em prática medidas que reduzam os impactos causados pela interdição e que garantam solidariedade, atenção, segurança e respeito aos usuários da ponte, que liga as áreas Insular e Continental vicentinas. A ação dará ênfase a idosos, grávidas e pessoas com deficiência.

Com a proposta de permanecer de prontidão 24 horas por dia e atento às necessidades apontadas pela população, o Comitê é presidido pela vice-prefeita de São Vicente, Maria de Lourdes dos Santos Oliveira, a Professora Lourdinha, e conta com representantes das secretarias municipais, da Subprefeitura da Área Continental, da Guarda Civil Municipal (GCM), do 39º Batalhão de Polícia Militar do Interior (39º BPMI) e da 44ª Subseção da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB-SV).

Ainda na sexta-feira (27), a equipe realizou sua primeira reunião, na sede do Comitê, na Avenida Nações Unidas, 1.714, na Vila Margarida, e traçou medidas que serão somadas às já adotadas. Entre elas, foi aprovada a disponibilização de serviço de atendimento das 6 às 22 horas e a criação do atendimento humanizado ‘Posso Ajudar?’, para garantir ainda mais atenção aos idosos.

Uma Ouvidoria será instalada na sede do Comitê, com a proposta de captar informações dos usuários do equipamento. Foi aprovada a instalação de três tendas e bancos no centro da ponte, no lado reservado para os pedestres. Também será ampliado o número de tendas nas cabeceiras da ponte, para dar mais conforto a quem embarca e desembarca nos ônibus.

“Unimos nossas forças para que possamos oferecer um atendimento humanizado à população, enquanto for necessária a interdição da ponte. Com o fechamento do equipamento, temos trabalhado para diminuir os impactos e não vamos medir esforços para continuarmos com a nossa proposta de que todos tenham a atenção neste momento difícil”, destacou a Professora Lourdinha.

Assim, o prédio onde será a sede do Comitê foi aberto à população, oferecendo água, sanitários e informações. Ambulâncias têm dado o suporte nas cabeceiras. Foram adotadas medidas para facilitar a locomoção, com a utilização das carrocellas e de bicicletas da Grow, que tem sido voluntária na ação. A divisão das pistas, como gradis, foi outra medida adotada para garantir segurança de pedestres e ciclistas.