Ponte do Rio Cubatão terá fiscalização eletrônica de trânsito

Equipamento funcionará em caráter de adaptação entre os dias 28 de dezembro e 6 de janeiro.

Comentar
Compartilhar
28 DEZ 201210h40

Dando continuidade ao trabalho de aprimoramento do sistema viário de Cubatão, a Companhia Municipal de Trânsito de Cubatão (CMT) instalou um novo equipamento de fiscalização eletrônica de trânsito, de velocidade máxima, na Avenida 9 de Abril, trecho da ponte do Rio Cubatão, local de grande fluxo de veículos. O limite de velocidade no local é de 40 Km/h.

No período entre 28 de dezembro e 6 de janeiro, o equipamento funcionará em caráter de adaptação para os motoristas e de avaliação, pela equipe técnica da CMT, da sinalização do local. A partir do dia 7, os motoristas que ultrapassarem os 40 Km/h no local serão autuados pelo radar.

A iniciativa da instalação do equipamento no local é garantir a segurança dos motoristas nos acessos próximos ao local. “No sentido bairro, há a nova entrada para a região do Jardim Costa e Silva, pela Rua Teodoro Soares Fernandes. No sentido indústria, há o acesso para o Sítio do Cafezal, região do Largo do Sapo. Com a redução de velocidade, o motorista que utilizar estes acessos terá mais segurança”, explica o engenheiro de Trânsito da CMT, Valtemir Ribeiro.

A partir do dia 7, os motoristas que ultrapassarem os 40 Km/h no local serão autuados pelo radar.  (Foto: Henrique Ramos/ Divulgação)

De acordo com o superintendente da CMT, Marco Fernando da Cruz, a fiscalização de trânsito é importante para garantir a segurança dos motoristas e evitar acidentes. “O fluxo no trânsito aumenta constantemente na Cidade. A Cidade teve um acréscimo de 100% de veículos nos últimos 10 anos. Hoje, Cubatão conta com cerca de 50 mil veículos”.

O superintendente da CMT afirma que outras melhorias foram feitas na Avenida 9 de Abril, durante os últimos anos. “Fizemos ações como a instalação de semáforos inteligentes, novos acessos, como o do Novo Parque Anilinas e Rua Teodoro Soares Fernandes, além da implantação da faixa exclusiva de ônibus nos horários de pico. Todas estas melhorias são para ordenar o trânsito da região do centro”, explica Marco Cruz.