Polícia Cientifica tem 30 dias para concluir laudo pericial

Prefeitura pretende reduzir o período definido pela perícia, solicitando, inclusive, atenção especial do governador Geraldo Alckmin.

Comentar
Compartilhar
12 FEV 201317h15

Ainda não há laudo comprovando, mas o desnível da pista na área de dispersão, peso do carro alegórico e poucos componentes no controle do veículo devem ter sido os três principais ingredientes que causaram o acidente que matou quatro pessoas, após o carro alegórico da escola de samba Sangue Jovem tocar em fios elétricos e pegar fogo na madrugada desta terça-feira (12), em Santos.

A Polícia Científica terá 30 dias para concluir o laudo pericial que definirá causa – até agora apurado, um choque elétrico de 13,8 mil volts - e responsáveis pelo acidente.

A Prefeitura pretende reduzir o período definido pela perícia, solicitando, inclusive, atenção especial do governador Geraldo Alckmin, conforme disse nesta terça-feira (12), em entrevista coletiva, o prefeito Paulo Alexandre Barbosa (PSDB).

Barbosa decretou três dias de luto oficial e suspendeu toda a programação de Carnaval da Cidade. As escolas de samba União Imperial, X-9 e Unidos dos Morros não desfilaram em respeito às vítimas e familiares.

“Carnaval é alegria e não há mais clima para isso. O momento é de recolhimento e solidariedade às famílias”, disse o prefeito. 

Paulo Alexandre revelou que a Administração está tomando todas as medidas possíveis para assistir as famílias das vítimas fatais e das que estão internadas.

“É um momento de comoção para todos os santistas. Estamos com uma equipe de assistentes sociais e psicólogos junto ao Instituto Médico Legal (IML) e na Santa Casa para amparar as famílias. Também cancelamos todos os eventos relacionados ao Carnaval”.

Quatro pessoas morreram com o incêndio que atingiu o carro alegórico (Foto: Matheus Tagé/DL)

Regulamento

Mostrando-se extremamente abalado com a situação, no seu 45º dia de mandato, Paulo Alexandre disse que, preliminarmente, as escolas estavam cumprindo o regulamento do Carnaval, principalmente no item relativo à altura dos carros – máxima de 10 metros.

“O próprio pórtico de entrada na avenida serve como limitador de altura. Além disso, a comissão de Carnaval checa todos os itens, assegurando que o regulamento seja cumprido”, explica o prefeito.

Paulo Alexandre garantiu que foram adotadas todas as medidas preventivas quanto à segurança na área dos desfiles. Disse, ainda, que toda a estrutura montada foi vistoriada, inúmeras vezes, pelo Corpo de Bombeiros e pela Defesa Civil do Município.

São Vicente declara luto oficial

Em nota, a Prefeitura de São Vicente informou que está decretado luto oficial de três dias em função do ocorrido no desfile das Escolas de Samba do grupo especial de Santos.

O Vice-Prefeito João da Silva estará no velório em São Vicente, dando assistência para as famílias abaladas na tragédia

Leia mais sobre o caso na edição impressa desta quarta-feira (13) do Diário do Litoral.