Polêmica Cava Subaquática de Cubatão vai virar filme

Documentário, de abordagem inédita, será produzido por meio de financiamento coletivo

Comentar
Compartilhar
30 MAI 2019Por Da Reportagem16h47
O doc vai mostrar os impactos que esta cava pode causar à Baixada SantistaFoto: Divulgação

 A cava subaquática de Cubatão vai virar filme. Cava: O buraco é mais embaixo mostra a polêmica dessa cratera, localizada na beira do mangue, que acumula resíduos altamente tóxicos do estuário de Santos, despejados durante anos de industrialização, que estão sendo dragados do fundo do Canal de Piaçaguera. A segurança dessa obra,  distante a 2,5 km da Vila dos Pescadores, é questionada por biólogos e ambientalistas. O documentário traz uma abordagem inédita, e sairá do papel com a ajuda de pessoas e empresas interessadas em contribuir por meio de financiamento coletivo.

O doc vai mostrar os impactos que esta cava pode causar à Baixada Santista, bem como o processo para obtenção das licenças ambientais do local, que se arrasta por anos e coleciona diversos questionamentos jurídicos. É produzido pela Noise Coletivo, em parceria com a Terra Azul Cultura e Sustentabilidade, iniciativa voltada à produção de projetos culturais de cunho socioambiental, com foco na conservação dos ecossistemas marinhos e costeiros.

Segundo o diretor do documentário, Fabiano Keller, é importante que o tema seja amplamente discutido, sem o olhar comercial. "Os moradores da Vila dos Pescadores já estão sendo impactados pela implantação da cava, e precisamos dar voz a eles o quanto antes".

Financiamento coletivo

Uma campanha de financiamento coletivo do filme foi lançada por meio do site www.kickante.com.br/cava. A partir de R$ 20,00, é possível ajudar a cobrir os custos do doc, que tem orçamento de R$ 9.500,00. Quem contribui tem direito a recompensas, como agradecimentos nos créditos do filme, convites para a pré-estreia e acompanhar as gravações em tempo real.

"Este valor é para custear toda a produção, que envolve modernos equipamentos, alimentação e os deslocamentos da equipe", explica Keller.

A previsão da pré-estreia do documentário é em outubro, quando será exibido ao ar livre, na Vila dos Pescadores.

Colunas

Contraponto