Polícia suspeita que Chorão tenha morrido de overdose de drogas

Segundo o delegado do 14º DP, por enquanto, a droga é o principal suspeito de ter matado o cantor

Comentar
Compartilhar
06 MAR 201317h15

A suspeita da Polícia Civil é que Chorão, vocalista do Charlie Brown Jr, tenha sido vítima de overdose de drogas. Segundo o delegado do 14º Distrito Policial, no apartamento do artista, que fica em Pinheiros, na zona oeste da capital paulista, foi encontrado um pó branco, que será periciado, mas que ele suspeita que seja cocaína. O caso será investigado pelo Departamento de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP).

Chorão, vocalista da banda Charlie Brown Jr, foi encontrado morto na madrugada desta quarta-feira (6) em seu apartamento e a causa da morte ainda não foi divulgada. O cantor foi encontrado desacordado pelo seu motorista, que acionou o Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu), que ao chegar ao local, constatou que ele já estava morto. Por volta das 6h30, policiais civis e militares e peritos estavam no prédio.

A apresentadora Sônia Abrão, prima do cantor contou que Chorão passava por uma crise de depressão e estava fazendo uso de drogas após se separar da mulher, no final de 2012.

De acordo com o delegado, a investigação apurou que chorão estaria fazendo uso de drogas recentemente. Nas fotos tiradas do apartamento do cantor é possível ver que o imóvel estava bastante danificado e foi encontrada uma grande quantidade de garrafas de bebidas alcóolicas.

O delegado acredita que os danos ao imóvel tenham sido causados pelo próprio Chorão, já que o corpo foi encontrado com um dedo machucado e havia marcas de sangue no local.

Todos os membros da banda são naturais da cidade de Santos, exceto o vocalista Chorão (Foto: Divulgação)