Pesquisa revela preliminares favoritas dos santistas na hora do sexo

Moradores de Santos se mostram mais ‘tradicionais’ que os vizinhos. Dentre os santistas, 25% das pessoas preferem beijo na boca como preliminar.

Comentar
Compartilhar
17 OUT 2019Por LG Rodrigues08h00
23% dos entrevistados preferem o beijo na bocaFoto: Divulgação

A preliminar sexual favorita dos moradores da Baixada Santista é o sexo oral. Ao menos é o que uma pesquisa realizada na maior rede social voltada para o assunto indica. Com mais de 11 milhões de usuários no Brasil, o levantamento realizado pelo Sexlog tentou descobrir alguns dos aspectos mais marcantes da vida sexual dos caiçaras.

Ao todo, 729 usuários de toda a Baixada Santista participaram da pesquisa. Dentre os perfis que participaram da coleta de dados, 62% dos pesquisados possuem perfis masculinos, 30% criaram contas para casais heterossexuais e os 8% restantes estão divididos entre mulheres, transexuais e casais homossexuais.

Segundo as perguntas feitas de maneira geral para moradores de todas as cidades, 71% dos pesquisados afirmam que fazem sexo de uma a cinco vezes por semana. A taxa de pessoas sexualmente ativas que têm relações de cinco a dez vezes por semana cai para 24% e fica em apenas 4,5% aqueles que fazem sexo mais de dez vezes a cada sete dias.

Entre os usuários da rede, 49% responderam que são casados, 38% solteiros e apenas 13% afirmam que estão namorando. Já nos questionamentos mais ‘quentes’, os caiçaras revelaram o que mais gostam de fazer na cama antes e durante o sexo.

A preliminar sexual preferida dos moradores da Baixada Santista é o sexo oral. Segundo o levantamento, 59% dos usuários preferem a prática, que é seguida pelo beijo na boca, que ficou com 23% das respostas, à frente de ‘amassos’ com 14% e a masturbação no companheiro (a) com 4%.

Já entre as posições favoritas dos envolvidos na relação sexual, 69% afirmam que gostam de fazer sexo de quatro, o famoso frango assado vem na sequência com 17% enquanto o tradicional ‘papai e mamãe’ aparece com 8%. Sexo ‘de lado’ fecha a lista em último lugar com 7% dos votos.

Diretora de marketing do portal, Mayumi Sato afirma que resultados da pesquisa na Baixada Santista são similares ao restante do Estado e do Brasil (Foto: Divulgação)

“Os resultados da pesquisa na Baixada são bem similares ao restante do Estado e do Brasil. O que de cara mostra uma diferença é o fato da comunidade da Baixada acordar um pouquinho mais tarde, começando a acessar o Sexlog mais ou menos uma hora mais tarde que o resto do Estado e me surpreende que a comunidade do litoral tem crescido bem. Temos uma média de 6% de crescimento ao mês, dobrando a quantidade de pessoas a cada ano desde 2017”, afirma a diretora de marketing do portal, Mayumi Sato.

Quando destrinchados alguns dos dados por cidade, os moradores de Santos se mostram mais ‘tradicionais’ que os vizinhos. Dentre os santistas, 25% das pessoas preferem beijo na boca como preliminar. O dado difere de São Vicente, onde 21% dos usuários revelaram que preferem dar uns amassos antes do sexo, mesma preliminar favorita de Cubatão, que alcançou 22% dos votos.

“Essa preferência pelo sexo oral ocorre talvez porque há uma ilusão de maior ‘segurança’ durante o ato porque as pessoas acreditam que exista pouca chance de se contrair uma doença sexualmente transmissível por este método, o que não é verdade. Agora, o fato dos santistas preferirem o beijo na boca pode não ser verdade porque a população de Santos é mais conservadora e há um pudor ao falar a respeito. Não é que eles não façam, mas têm vergonha de admitir porque beijo na boca é bem básico e há o fato de que Santos tenha muitos casos de HVI, embora eu não acredite que seja esse motivo, penso que deve ser mais vergonha”, conclui o psiquiatra Fernando Calderan, de 44 anos, que está concluindo sua especialização em sexualidade humana e terapia sexual.