Pelo menos 15 civis são mortos em dois ataques no Afeganistão

Os dois ataques ocorreram nas províncias de Nangarhar (Leste) e Ghazni (Sudeste), duas regiões infiltradas de talibãs, que combatem o governo afegão e seus aliados da Aliança Atlântica desde 2001

Comentar
Compartilhar
10 ABR 201512h37

Pelo menos 15 civis morreram hoje (10) no Afeganistão em dois ataques à bomba, entre eles, um atentado suicida contra uma caravana da Organização do Tratado do Atlântico Norte (Otan), reivindicado pelos talibãs.

Os dois ataques ocorreram nas províncias de Nangarhar (Leste) e Ghazni (Sudeste), duas regiões infiltradas de talibãs, que combatem o governo afegão e seus aliados da Aliança Atlântica desde 2001.

O pior ataque ocorreu em uma estrada de Ghazni, onde uma bomba explodiu durante a passagem de um veículo com numerosos civis. “Pelo menos 12 foram mortos e o veículo incendiou-se”, declarou à agência France Presse (AFP) o governador adjunto da província, Mohammad Ali Ahmadi.

No Leste do Afeganistão, uma viatura atingiu uma caravana da Otan, perto do aeroporto da cidade de Jalalabad, matando pelo menos três civis e ferindo quatro, disse o porta-voz da polícia da provincia, Hazrat Hussain Mashriqiwal, à AFP.

O diretor do hospital público de Jalalabad, Najeebullah Kamawal, confirmou que pelo menos quatro pessoas morreram e 12 ficaram feridas.

O ataque foi reivindicado pelo porta-voz da insurgência talibã, Zabihullah Mujahid, que afirmou que vários soldados norte-americanos tinham morrido ou ficado feridos.

A força da Otan, que já teve mais de 140 mil soldados no Afeganistão, está sendo retirada progressivamente, e o número de militares é atualmente 12 mil, a maior parte, norte-americanos.