Pelo meio ambiente, Santos proíbe canudos de plástico

A multa para estabelecimentos que desrespeitarem a nova regra vai variar de R$ 500 a R$ 1.000

Comentar
Compartilhar
31 JUL 2018Por Da Reportagem18h46
Canudos de plástico estarão proibidos em SantosCanudos de plástico estarão proibidos em SantosFoto: Divulgação/PMS

Canudos de plástico estarão proibidos em bares, restaurantes, hotéis e pensões de Santos a partir de 2019. A medida, estabelecida pela Lei Complementar 1.010, sancionada nesta terça-feira (31), visa à preservação do meio ambiente por meio da redução do descarte de produtos plásticos, cujo processo de decomposição natural pode levar até quatro séculos, segundo o Ministério do Meio Ambiente.

A multa para estabelecimentos que desrespeitarem a nova regra vai variar de R$ 500 a R$ 1.000. Para canudos feitos de materiais alternativos como papel ou metal, continua valendo a obrigação da embalagem em papel, conforme a legislação municipal.

Para o secretário de Meio Ambiente (Semam), Marcos Libório, a proibição deve gerar impacto positivo à fauna marinha. “Os canudos são facilmente levados pelo vento e estão entre os itens poluentes mais encontrados no ambiente marinho, com danos à saúde dos animais”.

Ele ressalta, ainda, que a medida não terá impacto no comércio, já que há opções para o atendimento aos clientes. “Há alternativas sustentáveis para substituição, como o canudo de papel”, salienta, lembrando que a lei passa a valer somente no próximo ano. “Haverá um semestre para a adaptação”.