Passe livre para guardas municipais e agentes de trânsito

A propositura é de autoria do vereador Arnaldo do Nascimento que é líder de Governo

Comentar
Compartilhar
04 MAR 201322h43

O projeto de lei nº 40/2007 que autoriza a concessão de isenção de pagamento de tarifa de ônibus no Município de Guarujá aos integrantes da Guarda Municipal e aos Agentes de Trânsito foi aprovado por unanimidade na sessão de ontem da Câmara de Guarujá. Agora a matéria será encaminhada ao Executivo para sanção. A propositura é de autoria do vereador Arnaldo do Nascimento que é líder de Governo.

No primeiro expediente o vereador, Luís Carlos Romazzini (PT), trouxe a imagem de um burro colado em um pedaço de papelão em provocação ao diretor de Trânsito da Cidade, Paulo César Clemente. Romazinni critica o gerenciamento do trânsito na Cidade e as mudanças feitas na fila da balsa, com rota alternativa na Rua Antônio Corrêa, na Vila Lígia. O parlamentar pede esclarecimentos à Prefeitura sobre as mudanças na fila da balsa por meio de requerimento. Ele questiona se a medida foi estudada antes de ser implantada no local.

Questionado sobre se ele estava chamando o diretor de Trânsito de ‘burro’, Romazzini afirmou que “Não estou chamando ninguém de burro, estou apenas sugerindo que ele (o burro) seja nomeado diretor de trânsito. Nós estamos numa cidade com 300 mil habitantes, nas temporadas quase um milhão de habitantes. Então, com essas idéias maravilhosas de mudar fila da balsa, com essa competência que eu tenho encontrado na gestão do trânsito da Cidade, eu faço uma sugestão que se procure um similar (burro) para que se possa nomear diretor de trânsito que vá realmente resolver os problemas de trânsito do Guarujá”, ironizou Romazzini. “O que eles chamaram de teste da fila da balsa é uma falta de responsabilidade com o cidadão, como os moradores da Vila Lígia”, disse ele.

A rota alternativa foi adotada na semana passada, pela Diretoria de Trânsito, o que provocou protestos da comunidade local. Já o vereador, Paulo Flávio Piasenti (PSDB), apresentou moção de apoio à Desativação da Cadeia Pública, anexa à Delegacia Sede, na Avenida Puglisi, no Centro, parabenizando o governador do Estado, José Serra, e as secretarias de Segurança Pública e Assuntos Portuários pela medida.

Segundo Piasenti, hoje encontram-se detidos no local, 50 presos que aguardam a conclusão do trâmite para a transferência para Centros de Detenção Provisória. Porém, o delegado titular da Delegacia Sede, José Paulo Spagna, não confirmou a desativação da cadeia dizendo apenas que a transferência dos presos que ocorreu essa semana foi “procedimento de rotina”.

Para o vereador a desativação da cadeia evitará uma série de transtornos causados como fugas e rebeliões aumentando a segurança, principalmente, no Centro onde estão baseados estabelecimentos comerciais e bancários.