Páscoa: chocolate é um veneno para cães e gatos

Estrela da Páscoa, o chocolate é tóxico para esses animais e, dependendo da quantidade, pode levar a óbito.

Comentar
Compartilhar
14 ABR 2019Por Caroline Souza06h03
A indústria pet oferece opções próprias para os bichanos, que são saudáveis e seguras.A indústria pet oferece opções próprias para os bichanos, que são saudáveis e seguras.Foto: Nair Bueno/DL

A proximidade da Páscoa requer atenção redobrada para quem tem cães e gatos em casa. Isso porque o chocolate é tóxico para esses pets. Dependendo da quantidade ingerida, o animal pode vir a óbito.

Os chocolates mais escuros e amargos, que contém maior percentual de cacau, são os mais tóxicos. No entanto, o chocolate ao leite e o branco também fazem mal e não devem ser oferecidos, nem mesmo em pequenas quantidades.

Os sintomas de intoxicação costumam aparecer cerca de 4 a 5 horas após o animal consumir o chocolate ou algum alimento que contenha cacau.

Para esclarecer dúvidas sobre o assunto, a reportagem conversou com a veterinária Dra. Carla Sadocco, da Clínica veterinária SPet junto a Cobasi Santos. Confira a entrevista:

Diário do Litoral - Por que cachorros e gatos não podem comer chocolate?

Dra. Carla Sadocco - Os chocolates ou derivados do cacau contém substâncias tóxicas para essas espécies, como as metilxantinas, compostas por cafeína e teobromina. A teobromina é a mais tóxica delas e está presente nas sementes do cacau. A ingestão causa efeitos colaterais muitas vezes irreversíveis e que resultam em danos graves aos pets, podendo culminar em óbito.

Diário - O alimento faz mal mesmo em pequenas quantidades?

Dra. Carla - A intoxicação é dose dependente. Nos cães e gatos temos muitas variações de peso e raças, quanto menor o pet, menor será a quantidade necessária de chocolate para intoxicá-lo. Chocolates com alta porcentagem de cacau, como o meio amargo e o amargo, oferecem maior risco.

A dose tóxica de teobromina para cães é de 100 a 175 mg/kg, enquanto no gato é de 80 a 150 mg/kg, sendo que alguns sinais da toxicidade já são aparentes com doses menores que essas. Em cães, a dose de aproximadamente 60g de chocolate ao leite por quilograma de peso corporal é potencialmente letal. Doses menores podem não ser fatais, mas já são suficientes para uma intoxicação. Isso significa que um ovo de Páscoa de chocolate ao leite ou uma barra de chocolate comum pesando cerca de 150g já terá um efeito tóxico no organismo de um animal de porte pequeno. Se for um chocolate amargo ( de 50% de cacau), basta aproximadamente 20g (uma pequena fileira de "quadradinhos") para intoxicar gravemente um animal pequeno.

Diário - Quais são os sinais de intoxicação por chocolate?

Dra. Carla - Os sintomas de intoxicação podem ser vômitos, salivação, diarreias, tremores, hipertensão, arritmias, excitação, incontinência urinária e até convulsões.

Diário - O que fazer caso animal coma chocolate?

Dra. Carla - Se desconfiar que seu animal de estimação ingeriu chocolate, procure vestígios da embalagem ou dos restos para conferir a possível quantidade ingerida, e leve imediatamente ao médico veterinário. Nunca tente provocar o vômito ou fornecer medicação sem orientações de um profissional.

Diário - Todos os doces fazem mal ou só o chocolate?

Dra. Carla - Qualquer alimento que contenha açúcar é contra indicado para cães e gatos, por ser um dos alimentos mais tóxicos. A questão é o bom senso. Oferecer doces, ainda que em pequenas quantidades, seria como ir envenenando pouco a pouco ao seu animal. Diabetes, obesidade, alterações gástricas, pancreatites, são alguns dos problemas que os doces podem causar a longo prazo.

Diário - Existem opções realmente seguras?

Dra. Carla - Se tratando de alimentos caseiros ou não processados, acreditamos que não! Sempre damos opções de petiscos que podem simular cores, cheiros e sabores de alimentos que nós humanos adoramos, com a certeza e confiança em algumas marcas para pets. Lembramos que cada animal é único, portanto o mesmo alimento pode ser aceitável para um cão e para o outro causar alguma sensibilidade, então recomendamos sempre consultar um veterinário.

Diário - Quais outros alimentos são contra indicados aos pets?

Dra. Carla - Uva e carambola causam insuficiência renal aguda. Frutas ácidas causam alterações gástricas. Cebola e alho causam alterações sanguíneas, como anemias. Carne crua causa riscos de contaminações e parasitoses. Leite e derivados, por conta da proteína animal, podem causar distúrbios gastrointestinais. Cães e gatos não metabolizam farináceos e a maneira de excreção será na pele, e queda de pelos.