Paraguai: 75 mil famílias são afetadas por inundações

Francisco Rivarola, funcionário da Direção Nacional de Meteorologia, disse que as precipitações "foram muito intensas desde fevereiro até maio"

Comentar
Compartilhar
03 JUN 201419h35

Mais de 75 mil famílias de áreas pobres da capital e aldeias localizadas às margens do Rio Paraguai abandonaram suas casa devido às inundações produzidas por intensas chuvas e o aumento do nível das águas, informaram as autoridades.

Francisco Rivarola, funcionário da Direção Nacional de Meteorologia, disse nesta terça-feira à Associated Press que as precipitações "foram muito intensas desde fevereiro até maio".

"Em 25 de fevereiro deste ano, por exemplo, choveu em um só dia em Assunção nada menos que 221 milímetros, recorde dos últimos 50 anos. Então, os bairro da periferia localizados em terrenos baixos não se recuperaram de tanta chuva. Além disso, seguiu chovendo forte em abril e maio", afirmou o pesquisador.

A Secretaria de Emergência Nacional informou que são 75 mil as famílias prejudicadas pelas enchentes, somando os bairros baixos de Assunção e os povoados às margens do rio.

Os ministérios da Saúde Pública e de Obras Públicas mobilizaram seus recursos para vacinar contra doenças respiratórias pessoas vulneráveis como crianças e anciãos nas áreas mais afetadas e retroescavadeiras estão abrindo os caminhos das estradas vicinais inundadas.