Papa tenta atrair católicos 'indiferentes'

Os comentários de Francisco foram feitos por ocasião do Dia de Reis, data quando, segundo a tradição católica, os três reis magos visitaram o menino Jesus

Comentar
Compartilhar
06 JAN 201414h31

O papa Francisco voltou a cortejar hoje os católicos que se distanciaram da Igreja e afirmou que os respeita em sua decisão, mas Deus está "à espera" deles.

Os comentários de Francisco foram feitos por ocasião do Dia de Reis, data quando, segundo a tradição católica, os três reis magos visitaram o menino Jesus.

"Quero dizer uma coisa a todos aqueles que se sentem distantes de Deus e da Igreja, e eu digo isso respeitosamente aos temerosos ou indiferentes: o Senhor os chama e deseja que vocês sejam parte de seu povo e o faz com grande respeito e amor!", declarou o pontífice.

"O Senhor não converte. Ele dá amor e esse amor é dirigido a vocês, está à espera de vocês, vocês que não acreditam ou se distanciaram. Este é o amor de Deus."

Francisco instruiu os padres, bispos e cardeais católicos espalhados pelo mundo a priorizarem em suas ações os ateus e os grupos marginalizados pela Igreja e pela sociedade, especialmente os homossexuais.

O papa Francisco voltou a cortejar hoje os católicos que se distanciaram da Igreja (Foto: Agência Brasil)