Papa lavará os pés de 12 pessoas com deficiência na Quinta-Feira Santa

Segundo o presidente da Fundação Padre Carlo Gnocchi, Angelo Bazzari, os participantes da cerimônia têm deficiências de diversos níveis de gravidade

Comentar
Compartilhar
17 ABR 201400h12

Doze pessoas com deficiência, de diversas idades, etnias e religiões vão participar nesta quinta-feira (17) da cerimônia do Lava-Pés, que será presidida pelo papa Francisco. Segundo o presidente da Fundação Padre Carlo Gnocchi, Angelo Bazzari, os participantes da cerimônia têm deficiências de diversos níveis de gravidade.

A ação de Francisco, ao lavar e beijar os pés dos 12 internos na instituição, "é sinal da misericórdia evangélica que quer abraçar, com o gesto do papa, todo o mundo do sofrimento”, disse o sacerdote.

“É um gesto que o papa cumpre sempre na esteira daquela Igreja que quer servir primordialmente aos últimos, mas que evangelicamente são os primeiros. Este presente é certamente um carinho que o papa Francisco faz ao mundo do sofrimento, ao universo habitado pelos mais frágeis e mais vulneráveis”, acrescentou o padre Bazzari.

O papa Francisco lavará os pés de 12 pessoas com deficiência na Quinta-Feira Santa (Foto: Associated Press)

No rito do Lava-Pés, que marca a Quinta-Feira Santa, o sacerdote, assistido por dois ministros, lava o pé direito de 12 homens, lembrando o gesto de Jesus, com seus discípulos, na Última Ceia. O gesto simboliza a humildade, a submissão e o papel de servir ao semelhante.

A cerimônia de amanhã será celebrada na igreja do centro romano Santa Maria da Providência, para os internos e funcionários da Fundação Padre Carlo Gnocchi. Fundada há quase 60 anos, a instituição assiste mais de três 3 mil pessoas com deficiência, além de dependentes, em 29 centros espalhados por nove regiões da Itália.