SEDUC

Papa condena assassinato de cristãos coptas pelo Estado Islâmico

"Eles apenas disseram 'Jesus, me ajude...' O sangue de nossos irmãos cristãos é o testemunho que grita, sejam eles católicos, ortodoxos, coptas, luteranos, não importa. Eles são cristãos!"

Comentar
Compartilhar
16 FEV 201515h18

O papa Francisco condenou o grupo Estado Islâmico pelo assassinato de egípcios na Líbia "apenas por serem cristãos". Francisco falou de improviso nesta segunda-feira, durante uma audiência com a delegação ecumênica da Escócia. "Eles apenas disseram 'Jesus, me ajude...' O sangue de nossos irmãos cristãos é o testemunho que grita, sejam eles católicos, ortodoxos, coptas, luteranos, não importa. Eles são cristãos!"

Militantes afiliados ao Estado Islâmico na Líbia divulgaram um vídeo na noite de domingo que parece mostrar a decapitação em massa de reféns cristãos coptas que eram mantidos pelo grupo havia algumas semanas.

O papa Francisco condenou o grupo Estado Islâmico pelo assassinato de egípcios na Líbia

Os assassinatos elevaram o nível de ansiedade na Itália, tendo em vista a proximidade da Líbia com o país, que fica do outro lado o Mar Mediterrâneo, e porque um dos militantes no vídeo disse que o grupo tem planos de "conquistar Roma", a sede do catolicismo no mundo.