X
Cotidiano

Pandemia faz setor imobiliário apostar em novas tecnologias

Roberto Malavasi, CEO da Local Imoveis. / Divulgação

O isolamento social e as demais medidas restritivas tomadas na pandemia trouxeram mudanças para todos os setores da economia, inclusive para o mercado imobiliário, que se adaptou a nova realidade e apostou na tecnologia para se manter funcionando. De visitas remotas a assinaturas digitais, os clientes já estão se acostumando ao meio online. Ainda assim, a pandemia tem sido um desafio, e foi preciso correr atrás de inovação, intensificando o uso dessas ferramentas.

“As formas de consumo mudaram e as pessoas tiveram que se habituar  a nova realidade e com isso a tecnologia teve um papel importante. Hoje, 70% das vendas de modo geral são realizadas pela internet. A procura por imóveis aumentou e investimos em plataformas certificadas para agilizar e qualificar o trabalho dos consultores”, disse Roberto Malavasi, CEO da Local Imóveis.

Roberto cita como exemplos o uso de vídeos, fotos e até realidade aumentada, que permitem que o cliente veja todos os detalhes do imóvel e também as assinaturas digitais de contrato, que teve um aumento de procura. “Já fizemos alguns testes com essas tecnologias para atrair o cliente e fechar negócios e foram bem positivas, porém, em alguns casos, ainda há a necessidade de visitar presencialmente, tomando os devidos cuidados de devido a pandemia. Mesmo com todas as ferramentas, não abrimos mão de receber o cliente em nossa imobiliária”, completou.

Outra tendência, que atingiu o mundo todo e, claro, o mercado imobiliário é a avaliação do imóvel através da inteligência artificial.  “Ela passou a ser aplicada em diversos pontos relacionados ao segmento de imóveis e tem se mostrado algo enriquecedor. A inteligência artificial faz o cruzamento de dados onde aparece o maior numero de informações relacionados a cartórios, prefeituras e localização do imóvel”, disse.

Ferramentas em Alta

O empreendedor e fundador do Grupo Criando Valor, empresa voltada à prestação de serviços nas áreas de Educação, Tecnologia e Inovação, Leonardo Delfino, conta que a procura por novas tecnologias cresceu mais de 1000% em comparação ao ano passado. "A empresa fechou dez vezes mais serviços de tour virtual do que ano passado, mesmo ainda não finalizando o primeiro semestre de 2021. A expectativa para o ano que vem é que esse número de crescimento seja maior. A procura por este serviço também tem vindo de outros estados e países como EUA”, comemora o jovem empreendedor.
 
 Ele explica que as ferramentas mais buscadas pelos donos de imobiliárias, construtores e clientes é o tour 360. “O tour é feito de duas formas. A primeira utilizamos uma câmera 360 graus, onde vamos no ambiente que já existe, fazemos captação das imagens em 360 e depois formamos o tour onde a pessoa consegue andar por ele visualizando todos os lados, ou seja, ela faz a imersão dentro do ambiente e a pessoa pode visualizar pelo celular, computador ou óculos virtual. Já a segunda opção é o tour virtual dentro de um projeto arquitetônico, que ainda não existe fisicamente. Pegamos o projeto, transformamos em alto grau de realismo onde é possível e fazer o tour. Além disso, é possível customizar colocar vídeos, menus e setas para ir para outros ambientes. Na Criando Valor prezamos pela qualidade na imagem dentro do tour e por isso estamos nos destacando no pais.”, explicou.

Deixe a sua opinião

VEJA TAMBÉM

ÚLTIMAS

Praia Grande abre concursos públicos em duas áreas; salários chegam a R$ 7 mil

No total, são 77 vagas em diferentes cargos

Em parceria com o TSE, Instagram e Facebook inserem rótulos em 'posts' sobre eleições

O objetivo é rebater notícias falsas com informações oficiais do TSE

©2021 Diário do Litoral. Todos os Direitos Reservados.

Layout

Software