Palestra com especialista em direito do consumidor reúne cerca de 250 pessoas

O advogado Ranieri Cecconi respondeu as perguntas do público e falou sobre o Código de Defesa do Consumidor; deputada Vanessa Damo também prestigiou o evento abordando a Lei da entrega

Comentar
Compartilhar
19 MAR 201417h04

O auditório do Delphin Hotel (Avenida Miguel Stéfano, 1295 – Enseada), em Guarujá ficou lotado no último dia 14. Cerca de 250 pessoas prestigiaram a palestra do advogado especialista em direito do consumidor, Ranieri Cecconi Neto. O evento foi uma homenagem ao Dia Mundial do Consumidor celebrado no sábado (15). A realização é da Prefeitura, por meio do Procon Guarujá, em parceria com a Fundação Procon-SP.

A abertura contou com a apresentação de vídeo mostrando as principais ações do Procon desenvolvidas ao longo do ano. A cerimônia teve ainda a participação, além do Legislativo Municipal, de empresários, estudantes de Direito, representantes da sociedade civil e os alunos do CAMP Guarujá.

Um dos destaques foi a presença da deputada estadual Vanessa Damo (PMDB), que falou da Lei da Entrega, que obriga empresas e prestadores de serviços a agendar gratuitamente com o consumidor o dia e o período da entrega de produtos e serviços. “É um prazer estar com vocês, e espero que a nossa participação possa informar e fazer com que o consumidor tenha os direitos resguardados”.

De acordo com o Advogado Geral do Município (AGM), André Guerato, o Procon é sem dúvida um órgão de excelência. “É importante que o Procon seja prestigiado e tenho certeza de que a palestra do Ranieri foi uma verdadeira aula. É com orgulho que o recebemos em Guarujá”, disse ele representando a prefeita no ato.

O coordenador regional e diretor do Procon Guarujá, Alexandre Cardoso comentou a proposta do evento. “O nosso intuito é fortalecer as políticas de defesa do consumidor. E sabemos que a batalha não é fácil porque brigamos com muitas empresas. Espero que todos tenham tirado bom proveito da palestra do amigo Ranieri”.

O palestrante atua há mais de 20 anos com direitos do consumidor e possui ainda especialização em interesses difusos e coletivos. Criou a Comissão de Direitos do Consumidor da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB-Santos).

Na ocasião, discorreu sobre o Código de Defesa do Consumidor (CDC) – que completa 23 anos em setembro deste ano – e respondeu aos mais variados questionamentos do público. “Nada difundiu tanto e com tanta intensidade o conceito de cidadania na população como o Código, e a evolução que ele trouxe em termos de exercer os seus direitos. Hoje, a nossa vida está permeada de consumo o tempo todo”, frisou.

“Fico emocionado porque conseguimos melhorar o que era bom, e sabíamos que era difícil”, falou o coordenador do Procon Guarujá, Paulo Sérgio de Oliveira Cavalcanti, que saiu satisfeito com o evento, já que ultrapassou a expectativa de público, que era reunir até 200 pessoas.

Melhorias - Guerato aproveitou a ocasião para anunciar boas mudanças ao órgão municipal. “Quero aqui enfatizar que o Procon terá sua ação aperfeiçoada e ampliada neste ano de 2014. A prefeita Antonieta determinou que reforçássemos o número de fiscais, assim como mais servidores na equipe de apoio”.

Neste sentido, ele acrescentou ainda que o Procon irá ampliar a fiscalização junto às concessionárias de serviços públicos na Cidade. “A nossa meta é melhorar o atendimento e a prestação do serviço ao consumidor”, salientou.

Público aprova iniciativa - A palestra sobre o Dia Mundial do Consumidor não poderia faltar à presença do público no evento, que contou com consumidores, fornecedores, representantes de lojas e aprendizes do CAMP Guarujá. Desta forma foi possível questionar o advogado e palestrante, Ranieri Cecconi sobre seus direitos e deveres perante as mercadorias.

Para a balconista, Viviane Maciel Dias Trindade, esta foi uma oportunidade para esclarecer dúvidas sobre o Código de Defesa do Consumidor. “Foi uma boa chance para questionar os direitos dos consumidores. Além de alertar os estabelecimentos sobre como se comportar quando for abordado por um cliente insatisfeito”, salientou Viviane.

Para o estudante do CAMP Guarujá, Lavínia Marques, um dos pontos interessantes da palestra foi em relação aos preços das mercadorias. “O preço dos produtos foi algo que chamou atenção, pois às vezes isso pode confundir o consumidor. E as dicas sobre o fato de muitos consumidores não procurarem seus direitos também foram importantes”, comentou Lavínia.