Ortopedista orienta como andar de bicicleta com segurança

O ciclista deve manter-se atento às sinalizações e regras de trânsito local

Comentar
Compartilhar
27 JAN 2021Por Da Reportagem22h00
Estima-se que Santos tenha mais de 35 mil viagens de bicicletas por diaFoto: Nair Bueno/Diário do Litoral

Não é difícil ver pelas ruas de Santos centenas de ciclistas por dia, afinal, a cidade conta com uma extensa malha cicloviária com cerca 58,3 km que reúne pessoas para diversos fins. As bicicletas também podem ser vistas junto a outros veículos, como carros, motos e ônibus nas vias públicas.

Estima-se que Santos tenha mais de 35 mil viagens de bicicletas por dia, sejam elas recreativas ou de trabalho. Inclui-se os serviços de delivery, que têm ganhado cada vez mais espaço nas ruas. Mas quanto maior o tráfego, maior precisam ser os cuidados.

O ortopedista, Maurício Sgarbi, explica que as ciclovias foram um marco importante para a diminuição de acidentes graves entre bicicletas e outros veículos motorizados, mas que a concentração de acidentes nelas aumentaram. “Os acidentes são mais frequentes entre duas ou mais bicicletas, às vezes envolvendo pedestres. Em geral, são motivados pelo descuido de outro ciclista, como também pela ultrapassagem”, relata o especialista.

O ortopedista, que é especialista em ombros e cotovelos, explica que esses acidentes podem gerar diversos traumas e lesões, sendo os mais comuns nestas regiões do corpo. “Os membros superiores acabam sendo os mais lesionados, porque são utilizados como primeira proteção em casos de queda, por exemplo”.

Em casos mais graves, podem ocorrer traumas na cabeça, que para o ortopedista podem ser evitados através do uso de capacete.

Outras recomendações

Quando se fala em bicicleta, muitas pessoas optam por usá-las por sua praticidade e sustentabilidade, outras para fazer trilhas ou viagens em grupos como prática esportiva. “Para quem está começando a pedalar, é necessário conhecer bem os limites da sua bicicleta, exercitar suas habilidades e progredir de forma lenta”, alerta. “Já lidei com acidentes graves e até fatais derivados dessas situações”.

Além disso, para quem usa esse meio de transporte em perímetro urbano, os cuidados estendem-se para os motoristas de veículos motorizados e também pedestres. Por este motivo o ciclista deve manter-se atento às sinalizações e regras de trânsito local.