Orquidário ensina crianças sobre cidadania e preservação ambiental

Curso de férias da Unidade de Educação Ambiental do Orquidário de Santos chega à sua segunda etapa.

Comentar
Compartilhar
15 JAN 201316h35

A construção da miniatura de uma cidade, com escolas, parques, teatros e cinemas, entre outros locais, foi o recurso utilizado pela Unidade de Educação Ambiental (UEA) do Orquidário para analisar o meio urbano, na abertura, nesta segunda-feira (14), da segunda etapa do curso de férias, esta semana voltado para crianças de 9 a 11 anos.

“Elas analisaram a importância dos equipamentos existentes, as implicações de sua possível ausência e opinaram sobre o que poderia ser melhorado, beneficiando toda a população”, explicou Cibele Augusto, chefe da UEA. Conforme explicou, a brincadeira estimula uma avaliação por parte das crianças e a valorização da cidade em que vivem.

As atividades tiveram início com passeio monitorado pelo parque, durante o qual o grupo, integrado por 20 crianças, conheceu particularidades de vários animais. Gabriel Soares, 10 anos, por exemplo, surpreendeu-se ao saber que o tigre d’água é um animal silvestre e que não pode ser criado em apartamentos. “E muitas pessoas têm esse bicho em casa”, comentou.

Já Gregor Lopes adorou ver de perto os pavões e aprendeu que a arara é uma ave ameaçada de extinção. “Por isso é preciso proteger e respeitar o lugar onde ela vive na natureza”.

Orquidário de Santos oferece programação especial durante as férias. (Foto: Divulgação)