X
Cotidiano

Orçamento Participativo 2018 começa pela Pompeia, em Santos

As reivindicações farão parte do Plano de Prioridades e Necessidades, como documento anexo ao Orçamento Municipal de 2019

Os moradores da Pompeia são os primeiros a apresentar sugestões ao Orçamento Participativo Amplo 2018 / Divulgação/PMS

Os moradores da Pompeia são os primeiros a apresentar sugestões ao Orçamento Participativo Amplo 2018. Uma equipe da Ouvidoria, Transparência e Controle iniciou atendimento nesta segunda-feira (19) na Policlínica do José Menino/Pompeia (Avenida Floriano Peixoto, 201), das 8h30 às 13h, onde permanece até sexta-feira (23) para acolher observações da população. Outra parte da mesma equipe percorrerá o bairro ouvindo comerciantes e pedestres.

As reivindicações farão parte do Plano de Prioridades e Necessidades, como documento anexo ao Orçamento Municipal de 2019. Segundo o ouvidor Rivaldo Santos, a maior diferença entre o modelo atual de consulta e os anteriores, é que antes a pessoa escolhia entre opções genéricas e agora ela poderá dizer especificamente o que deseja.

Também serão realizadas 42 consultas públicas e cinco audiências comunitárias para ouvir a população. Em agosto, a Ouvidoria divulgará o balanço, por bairro e secretaria, das solicitações públicas e o que já foi atendido. "Uma poda de árvore, por exemplo, entra na programação da Prefeitura e já pode ser atendida".

O objetivo do programa é fazer com que os gestores municipais tenham informações precisas sobre serviços, desde reparo em calçada até a construção de um novo equipamento público.

Agenda

De 26 a 28 de fevereiro, os moradores da Vila Mathias e da Encruzilhada devem ir à policlínica na Rua Xavier Pinheiro, 284, e apresentar suas sugestões.

Contato permanente

"Todo Governo deve manter um canal permanente de comunicação com o povo. Eu pedi o recapeamento da Rua Princesa Isabel", disse o salva-vidas Cláudio Assis Moraes, 36 anos.

Já o comerciante Paulo Roberto Garcia de Gouvea, 48, fala da necessidade de câmeras de monitoramento e nivelamento de calçadas.

Ressaltando que o bairro dispõe de boa infraestrutura, o presidente da Sociedade de Melhoramentos da Pompeia e do Conselho Municipal de Entidades de Bairro (Comeb), José Carlos Almeida, 51, cita a poda de árvores como um dos pontos mais relevantes na zeladoria da área. 

Deixe a sua opinião

VEJA TAMBÉM

ÚLTIMAS

Santos

Encosta de morro santista recebe cortina de concreto para contenção

O Morro do Fontana, em Santos, está passando por obras de contenção, para sanar os problemas provocados pelo deslizamento de terra durante as fortes chuvas do ano passado

Polícia

Receita Federal faz cinco apreensões de cocaína em menos de 48 horas no Porto de Santos

As apreensões totalizaram 681 kg e ocorreram nos dias 25 e 26 de novembro

©2021 Diário do Litoral. Todos os Direitos Reservados.

Layout

Software