Operação de limpeza retira cerca de 10 toneladas de materiais inservíveis na Prainha Branca

A ação foi realizada pela Prefeitura de Guarujá, por meio das secretarias municipais de Meio Ambiente e Operações Urbanas, em parceria com a Sociedade Amigos da Prainha Branca.

Comentar
Compartilhar
23 ABR 201516h19

Uma nova edição do mutirão de limpeza na região da Prainha Branca, na região do Rabo do Dragão, realizada na sexta-feira (17), em Guarujá, retirou 10 toneladas de materiais inservíveis, como móveis, eletrodomésticos, madeiras, entre outros. A ação foi realizada pela Prefeitura de Guarujá, por meio das secretarias municipais de Meio Ambiente e Operações Urbanas, em parceria com a Sociedade Amigos da Prainha Branca.

Segundo a líder comunitária, Claudenice Oliveira Almeida Flávio, o resultado foi muito produtivo, pois além da limpeza da área, também foram eliminados possíveis criadouros do mosquito Aedes Aegipht, transmissor da dengue.

“A comunidade colaborou. Agora, estamos orientando as pessoas para que não joguem esse tipo de resíduo de maneira desordenada. E, até o fim do ano, faremos outra operação de limpeza, em parceria com a Prefeitura”, ressaltou.

A Associação de Moradores também quer instalar lixeiras de manilhas ao longo da trilha que dá acesso à praia. “Infelizmente as pessoas quebram e queimam as lixeiras de plástico. Então queremos instalar esse novo sistema e cada comércio local irá adotar um”, explicou Claudenice, lembrando que a preservação da Prainha Branca, onde residem cerca de 600 pessoas e 120 famílias, também depende da colaboração dos frequentadores do local.

A ação de limpeza da Prainha Branca faz parte do cuidado e fiscalização que rotineiramente acontecem na Área de Proteção Ambiental (APA) da Serra do Guararú.