ONU suspende patrulhas noturnas na Síria

A ação aconteceu depois que 21 observadores foram raptados por rebeldes sírios

Comentar
Compartilhar
09 MAR 201314h15

A Organização das Nações Unidas (ONU) suspendeu as patrulhas noturnas na zona desmilitarizada dos Montes Golã, na Síria, depois que 21 observadores foram raptados por rebeldes sírios, segundo o porta-voz da ONU, Martin Nesirky.

Aos jornalistas, Nesirky disse que a missão na fronteira entre Síria e Israel precisa avaliar a situação de segurança na zona. O subsecretário-geral para as Operações de Paz na ONU, Hervé Ladsous, disse que os observadores de nacionalidade filipina se encontram bem, mas permanecem retidos.

Ladsous disse que a ONU continua trabalhando para conseguir, “o mais rápido possível”, a libertação dos 21 observadores, que foram repartidos por grupos e distribuídos em casas na localidade de Al Jamla. Segundo o subsecretário-geral, a zona está sendo “bombardeada” pelo exército sírio e as Nações Unidas tentam negociar um cessar-fogo temporário para libertar os sequestrados.