Obras nos canais no Catiapoã, em São Vicente, serão retomadas em 15 dias

Garantia foi dada pelo chefe de gabinete da secretaria de Meio Ambiente, Daniel Martinez, durante assinatura do contrato com a nova empresa responsável pelos trabalhos

Comentar
Compartilhar
03 DEZ 201321h32

As obras nas bacias do Catiapoã, em São Vicente, serão retomadas em até 15 dias. A garantia foi dada nesta terça-feira (3) pelo chefe de gabinete da secretaria de Meio Ambiente, Daniel Martinez, durante assinatura do contrato com a nova empresa responsável pelos trabalhos, a Villanova Engenharia e Desenvolvimento Ambiental S.A, na Câmara de Vereadores. A empresa assumiu a obra após a Prefeitura romper contrato com a Termaq.

“O início da obra é praticamente imediato. É o tempo de a empresa descer com o material que será utilizado nas obras. O trabalho vai ser retomado nesta quinzena, pode marcar, é compromisso da empresa”, explica Martinez.

No local serão instaladas comportas para minimizar impactos das enchentes (Foto: Arquivo/DL)

No local serão instaladas comportas para minimizar impactos das enchentes. Mais de 60 mil moradores daquela região deverão ser beneficiados.  O equipamento deverá aguentar de três a quatro horas de chuvas torrenciais.

O chefe de gabinete esteve na Câmara acompanhando a assinatura do contrato com os vereadores Junior Bozzela (PSDB), Juracy Francisco, o Jura (PT), Alfredo Martins (PT), Perivaldo do Gás (PSB) e Gilberto Rampon, o Gilberto do Laboratório (PSB).

As obras que contemplarão os canais das avenidas Alcides de Araújo e Lourival Moreira do Amaral terão duração de 10 meses, com um custo de aproximadamente R$ 11,5 milhões.

Do montante, a Prefeitura de São Vicente desembolsará R$ 1,8 milhões, enquanto o restante é proveniente de convênios. Os trabalhos fazem parte do Programa de Aceleração do Crescimento (PAC) 2, do Ministério das Cidades.

“Devemos nos atentar que essa obra é feita em campo, na rua, e  sofrerá intempéries como chuva e tábua de mares, que pode eventualmente atrapalhar, se as obras atrasarem o prejuízo é da empresa”, pontua Martinez.

Ainda na assinatura de contrato, Martinez afirmou que a empresa responsável pela obra fará uma demonstração aos moradores do que será feito nos canais. “No dia 10, às 19h, estaremos no local, onde a empresa detalhará o cronograma da obra e o que será feito”.

De acordo com Junior Bozella, os erros das obras passadas no local servirão de experiência para a fiscalização dos trabalhos. “Os problemas das obras se arrastam há mais de três anos, em administrações passadas, então estamos corrigindo os erros do passado, que é o que a Câmara deve fazer, que é fiscalizar, evitando que os problemas ocorram novamente”.