Obras de remodelação da entrada da Cidade começam na próxima segunda-feira

A Prefeitura de Santos e a Ecovias seguem integradas na implantação de soluções viárias e de drenagem nesse local

Comentar
Compartilhar
26 ABR 2018Por Da Reportagem17h01
As obras da nova entrada da Cidade começam na segunda-feiraFoto: Divulgação/PMS

Na próxima segunda-feira (30) começam as obras da nova entrada da Cidade, no trecho entre os km 59 e 65 da Rodovia Anchieta. A Prefeitura de Santos e a Ecovias seguem integradas na implantação de soluções viárias e de drenagem nesse local.

Essa obra será realizada pela Ecovias, que é a responsável por esse trecho. O Termo Aditivo Modificativo (TAM) foi assinado nesta terça-feira (24) pela concessionária e prevê o investimento de R$ 260 milhões. O prazo previsto para a conclusão é abril de 2021.

"A Prefeitura está trabalhando intensamente neste projeto que vai dar uma nova entrada para a Cidade e, principalmente, garantindo todas as intervenções que são necessárias para resolvermos problemas de várias décadas", afirmou o prefeito Paulo Alexandre Barbosa.

Com a remodelação do sistema viário, o tráfego de entrada e saída da Cidade será feito pelas pistas centrais, enquanto o fluxo vindo do Porto e em direção ao cais santista ocorrerá pelas pistas laterais. Também estão previstas diversas melhorias no sistema viário que dá acesso aos bairros da Zona Noroeste, priorizando a separação do trânsito de caminhões dos veículos de passeio.

"Os trabalhos que começam agora são muito aguardados não apenas pela população santista, como também pelos caminhoneiros que acessam o Porto e turistas", afirma o diretor superintendente da Ecovias, Rui Klein.

A reestruturação completa do sistema de drenagem ao longo da rodovia onde a obra acontecerá foi uma das principais reivindicações da Prefeitura à Ecovias, durante a elaboração do projeto. Com a implantação de novas tubulações, a demanda de água das fortes chuvas será melhor escoada e, dessa forma, serão evitados alagamentos que causam diversos transtornos.   

"A população da Zona Noroeste e de toda a Cidade será beneficiada com essa obra e sentirá seus efeitos rapidamente", afirma o gerente do projeto da entrada da Cidade e dos corredores de ônibus, Wagner Ramos. "Não apenas o escoamento das águas das chuvas, mas também a melhora no fluxo de veículos e segurança do tráfego do local".

Viadutos

As obras preveem ainda a construção de três viadutos, nos Km 62, 64 e 65, a implantação de vias locais para facilitar o acesso aos bairros Piratininga, São Manoel e São Jorge, além de uma ciclovia do Km 60 ao Km 65 da rodovia, ligando o Casqueiro e Vila dos Pescadores, em Cubatão, à malha cicloviária de Santos e a implantação de duas passarelas nos Km 62 e 64.