Obras de quiosques de SV geram polêmica

Internautas criticam obra realizada pela Prefeitura no Facebook

Comentar
Compartilhar
09 JAN 201411h11

A remodelação dos quiosques da orla Gonzaguinha, em São Vicente, tem causado polêmica nas redes sociais. Internautas criticam o formato que a Prefeitura adotou para reconstruir as estruturas, alegando que estão muito próximas umas das outras, bloqueando a visão de quem passa pela avenida ou pelo calçadão e quer olhar para a faixa de areia e o mar.

Um perfil no Facebook denominado “Moradores do Itararé” criou a postagem, em dezembro do ano passado, com diversas fotos da remodelação e a seguinte legenda: “Olha o crime contra a paisagem que estão cometendo no Gonzaguinha, isso deveria ser proibido, o que a cidade tem de melhor eles encobrem com essas porcarias (os novos quiosques)”.

Desde a publicação, diversos internautas começaram a interagir com a opinião do administrador da conta “Moradores do Itararé”. A postagem rendeu mais de 20 comentários.

A maioria dos internautas critica o padrão escolhido pela Prefeitura para a remodelação. As opiniões seguem a mesma linha e os comentários falam que o trabalho da Administração é mal projetado, dizendo que a mudança deveria ser melhor estudada.

Internautas afirmam que os quiosques estão muito próximos, bloqueando a vista do mar (Foto: Matheus Tagé/DL)

Alguns internautas dão até sugestões, dizendo que os quiosques deveriam ser planejados com vidros, proporcionando um design minimalista às estruturas.
O projeto de reurbanização da orla do Gonzaguinha, que inclui a remodelação dos quiosques, começou a ser executado em setembro do ano passado e deve ser concluído no prazo de um ano. A obra é resultado de um convênio entre a Prefeitura e a Agência Metropolitana da Baixada Santista no valor de R$ 3,8 milhões.

De acordo com a Prefeitura, os antigos quiosques foram demolidos e serão substituídos. O projeto prevê a construção de sete módulos, com quatro quiosques cada. Os dois primeiros módulos (com oito quiosques) ficam prontos até a segunda quinzena de janeiro de 2014.

A Administração Municipal defende o projeto, alegando que haverá perda da vista da orla, uma vez que já havia quiosques no calçadão. Os novos serão construídos nos mesmos locais.

Mais mudanças

Além dos novos quiosques, o projeto de reurbanização contempla também a troca de todo o piso, da Praça Tom Jobim até a Rua 11 de Junho. O piso será de concreto polido (a exemplo do calçadão da Avenida Paulista, na Capital). O trecho entre as ruas 11 de junho e Frei Gaspar já foi concluído.  

A orla do Gonzaguinha também vai ganhar novo paisagismo, com jardins e bancos em cada intervalo de quiosques, duas ilhas com 16 banheiros, quatro deles para deficientes físicos; e novo posto de salvamento dos bombeiros. A Prefeitura diz ainda que a iluminação será substituída e reforçada no calçadão e areia da praia. Os novos postes seguem o padrão da nova iluminação que já foi trocada em outros pontos da Cidade.