Obra da Concha Acústica, em Santos, está na terceira etapa

Hoje pela manhã, operários trabalhavam nos pilares da cabine de som e luz, finalizando a fixação dos vidros temperados e 3,5 m de altura, e preparando os bancos laterais

Comentar
Compartilhar
25 JUN 201420h22

A revitalização e modernização da Concha Acústica Vicente de Carvalho, uma área total de 1.000 m², segue dentro do cronograma, com a finalização da terceira medição supervisionada pela Secretaria de Infraestrutura e Edificações (Siedi). O custo dos serviços é de R$ 1 milhão e a verba do governo do Estado, por meio do Departamento de Apoio ao Desenvolvimento das Estâncias (Dade).

Hoje pela manhã, os operários da Viabiliza, empresa vencedora da licitação, trabalhavam nos pilares da cabine de som e luz, finalizando a fixação dos vidros temperados laminados com 16 mm de espessura e 3,5 m de altura, e preparando os bancos laterais.

“Toda a parte de superestrutura está pronta: laje de fundo do piso, concretagem da rampa de acessibilidade e caixa de drenagem para captar a água da chuva e evitar empoçamentos”, explica a engenheira da Siedi, Viviane Scalia Veloso Pereira.

A reurbanização de todo o entorno, com acessibilidade, é destaque na obra do equipamento que tem capacidade para 370 espectadores (250 sentados e 120 em pé). Será feito novo paisagismo, bancos em concreto, alteração na iluminação e instalação de piso tátil e piso fulget (em substituição aos paralelepípedos), além de guarda-corpos. Tudo aprovado pelos órgãos do patrimônio histórico.

A revitalização e modernização da Concha Acústica segue dentro do cronograma (Foto: Divulgação/PMS)

Acústica

Foram cumpridas formalidades legais junto ao Ministério Público para controle da emissão de som, o que vai permitir a retomada da utilização cultural do equipamento há 13 anos sem atividades com música.

O projeto prevê isolamento acústico por meio de recursos tecnológicos. O uso será controlado pela prefeitura e os munícipes poderão conferir a quantidade de decibéis emitidos em painel digital na futura cabine de comando de som e luz.

Melhorias

- Isolamento com vidros temperados laminados, seis caixas de áudio auxiliares e paredes do palco revestidas com forro acústico de madeira;

- Piso de madeira plástica no palco que passará a ter 70 m², quase o dobro dos 42 m² anteriores;

- Reforma dos camarins, construção de rampas de acesso ao palco e banheiro acessível;

- Sistema de climatização e assentos em PVC na plateia, com capacidade para 370 espectadores, incluindo deficientes e obesos.