Obama pede ao Congresso que não imponha novas sanções contra o Irã

Relatório da Agência Internacional de Energia Atômica (AIEA) afirmou que, desde a eleição de Hassan Rohani, o Irã parou de expandir sua capacidade de enriquecimento de urânio

Comentar
Compartilhar
14 NOV 201323h21

O presidente dos Estados Unidos, Barack Obama, fez nesta quinta-feira um apelo aos congressistas norte-americanos mais céticos para que não imponham novas sanções contra o Irã, alegando que qualquer alívio das atuais punições pode ser facilmente revertido.

"Se estamos tentando o caminho diplomático de forma séria, então não há motivo para criarmos mais sanções além das que já existem e, no fundo, foram responsáveis por eles estarem na mesa de negociação", disse.

Também nesta quinta-feira, um relatório da Agência Internacional de Energia Atômica (AIEA) afirmou que, desde a eleição de Hassan Rohani, o Irã parou de expandir sua capacidade de enriquecimento de urânio, medida que pode facilitar o diálogo com o Ocidente.

O presidente Barack Obama pediu ao Congresso que não imponha novas sanções contra o Irã (Foto: Associated Press)