Obama fala da inspiração em Mandela e enaltece as qualidades do sul-africano

Segundo ele, Mandela foi um dos mais "influentes, corajosos e profundamente bons seres humanos como qual qualquer um de nós poderá conviver nesta Terra

Comentar
Compartilhar
05 DEZ 201323h36

Primeiro presidente negro dos Estados Unidos, Barack Obama disse nesta quinta-feira, 5, que se inspirou nas palavras e nos escritos de Nelson Mandela e que não pode imaginar sua própria vida sem considerar o exemplo dado pelo líder sul-africano.

"Minha primeira ação política, a primeira coisa que fiz que envolvia uma nação, uma política pública ou a política foi protestar contra o apartheid", lembrou Obama em pronunciamento na Casa Branca sobre a morte do líder sul-africano. "Eu sou um dos incontáveis dos milhões que se inspiraram na vida de Nelson Mandela."

Segundo ele, Mandela foi um dos mais "influentes, corajosos e profundamente bons seres humanos como qual qualquer um de nós poderá conviver nesta Terra". A existência de outro líder como ele é improvável, falou Obama. Mas o seu exemplo deve continuar a guiar a todos, ponderou.

"Por enquanto, vamos parar e agradecer o fato de que Nelson Mandela viveu - um homem que tomou a história em suas mãos e inclinou o arco moral do universo na direção da justiça." Obama afirmou que Mandela defendeu uma sociedade livre e democrática, na qual todos vivam em harmonia e tenham oportunidades iguais. "Nelson Mandela viveu por esse ideal e o fez real. Ele conquistou mais do que se poderia esperar de qualquer homem".

Barack Obama disse que se inspirou nas palavras e nos escritos de Nelson Mandela (Foto: Associated Press)

O presidente ressaltou a reconciliação do antigo prisioneiro político com os que o mantiveram encarcerado por 26 anos. "O dia em que ele foi libertado da prisão deu um sentido do que seres humanos podem fazer quando são guiados por suas esperanças e não pelos seus medos."

Como muitos que se manifestaram ontem, Obama apontou a leveza com que Mandela enfrentou seu destino. "O fato de que ele fez tudo com graça, com bom humor e com a habilidade de reconhecer suas próprias imperfeições só faz com que o homem seja ainda mais extraordinário. Como ele disse uma vez: 'Eu não sou um santo, a menos que você ache que um santo é um pecador que continua tentando'."

Obama disse que continuará a se inspirar pelo exemplo de Mandela: "Enquanto eu viver, farei o que puder para aprender com ele". Falando à população da África do Sul, o presidente americano elogiou o exemplo de "renovação, reconciliação e resiliência" dado pelo país.