O mundo não acabou

De acordo com profecias, o mundo acabaria hoje. Outra vez!

Comentar
Compartilhar
21 DEZ 201211h15

Você é uma das pessoas que está aliviada por não ter torrado o seu cartão de crédito, ter bebido todas ontem e não ter feito aquilo que faria se o mundo realmente acabasse hoje? Nós do DL Verão agradecemos não ter acontecido nada, para que leiam nosso jornal. Mas, vamos aguardar as perspectivas que surgirão nos contando quem ficou com a corda no pescoço por que o mundo, neste caso, infelizmente não acabou.

Quantos apocalipses você já enfrentou?Quem tem 12 anos hoje já presenciou pelo menos seis previsões de fim de mundo, nos anos de 2000, 2002, 2006,2008, 2011 e a de 21 de dezembro de 2012, HOJE! O mundo sempre promete acabar de acordo com várias interpretações, desde Nostradamus até o calendário Maia, provenientes de profetas, pesquisadores amadores na web, latas de cerveja e outras fontes confiáveis.

De acordo com o calendário Maia, o mundo acabaria, exatamente, no dia de hoje: 21 de dezembro de 2012.

Para o antropólogo Darrell Champlin,o fim do mundo é certo, mas não acabará em 2012. “O fim do mundo já foi profetizado dezenas de vezes por dezenas de malucos e por dezenas de causas. Um dia ele, de fato, terá seu fim, como qualquer outro organismo vivo”, afirma.Champlin explica que a probabilidade científica de isso acontecer no próximo bilhão de anos é pequena e acredita que “o que pode acontecer é de o mundo conhecido hoje, do ponto de vista geográfico e até biológico, sofrer profundas alterações, com extinções em massa, redistribuições da massa terrestre...”,aponta.

O lado positivo da interpretação é que será o fim de um ciclo turbulento e o início de uma nova era de gente fina, elegante e sincera, como canta Lulu Santos. No Brasil há quem se prepare com este intuito, como o “Movimento Mundial da Paz e Mudança para o Sincronário”, localizado em Canela no Rio Grande do Sul. O movimento reúne seguidores do Calendário da Paz, ou Calendário Maia que buscam maior contato com a natureza.Lá estão protegidos da destruição das águas que acontecerá em litorais e adaptando seus hábitos e vidas para esta nova era.

Sempre acontecem extremos e desta vez não foi diferente, como a adolescente russa de 14 anos que, apavorada coma previsão, cometeu suicídio e também um número crescente de americanos que se prepararam com técnicas de sobrevivência e adaptam suas casas para suportar o apocalipse. A filosofia é estar pronto para o pior. E você já se perguntou, se o mundo realmente tivesse acabado hoje você poderia dizer que realizou o que desejava? Ou, já pensou em se preparar para o próximo fim do mundo?

O fim em 21 de dezembro de 2012, uma questão mal interpretada

A principal motivação veio com o fim do calendário Maia. A civilização Maia é até hoje muito admirada por sua evolução científica e desperta curiosidade em profecias místicas. Eles entendiam o tempo como cíclico, onde eventos se repetem periodicamente. Tinham a concepção que uma civilização nascia, prosperava e declinava ao fim. Nós ocidentais enxergamos o tempo como linear que começou em determinado ponto e segue em progresso.O historiador Gustavo Batalha Suares explica uma massiva onda de lenda urbana, a desinformação pulverizada na internet e inclusive programas da televisão dos Estados Unidos, todos sem fundamentação científica, para tratar do assunto. Criaram um mal entendido, “no pouco que se pode ler sobre os Maias, eles se referem à chegada de um senhor dos céus, coincidindo com o encerramento de um ciclo numérico”, relata. É compreensível que o calendário se encontra incompleto e “não diz nada a respeito de fim dos tempos, diz respeito ao Bactum XIII,que significa o início de uma nova era. Agora, o que isso venha a influenciar na História Mundial, não tenho certeza.

Mas, pelo jeito, eles estavam errados.

Previsões e seus resultados

Na década de 70 foi previsto o fim do mundo em 2000,onde muitos computadores não conseguiriam ver a diferença entre o ano dois mil e 1900. Ninguém sabia exatamente o que isso significava,mas, muitos acreditavam que problemas catastróficos aconteceriam, até um holocausto nuclear. Na época a venda de armas cresceu muito e várias pessoas prepararam abrigos para viver após a catástrofe. Mas, o ano novo começou normalmente.

O fim do mundo de 2008 foi previsto pelo pastor da Igreja de Deus, Ronald Weinland.Para ele centenas de milhares de pessoas morreriam a partir de 2006, quando lançou o livro “2008: a última testemunha de Deus”. Ele dizia que o mundo entraria em seu pior período de toda a sua existência. O pastor vendeu muitos livros colocando a sua reputação em jogo. Adeus,reputação!