Banner gripe

Número de mortos na Síria ultrapassa 40 mil, diz grupo opositor

Segundo Observatório Sírio pelos Direitos Humanos, pelo menos 28 mil pessoas eram civis

Comentar
Compartilhar
23 NOV 201215h31

 

O Observatório Sírio pelos Direitos Humanos, grupo opositor sediado em Londres, informou nesta quinta-feira (22) que o número de mortos na Síria já ultrapassou os 40 mil. Segundo o grupo, que recebe números de funcionários da saúde, redes de ativistas e outras fontes na Síria, foram mortas 40.089 pessoas desde o começo da revolta contra o governo do presidente Basshar Assad, em março de 2011.
 
Entre os mortos, ao menos 28 mil eram civis. "Pelo menos 28.026 civis, 1.379 desertores, 10.150 soldados e 574 pessoas não identificadas foram mortas na Síria nos últimos 20 meses", disse Rami Abdel Rahman, diretor do Observatório Sírio, à agência France Presse (AFP).
 
O grupo inclui rebeldes que pegaram em armas no grupo de civis. Já soldados que desertaram das Forças Armadas e aderiram à revolução são contados como desertores.
 

Colunas

Contraponto