Novo sistema de transporte de São Vicente gera 800 oportunidades de emprego

Há vagas para motoristas, mecânicos e auxiliares de limpeza; currículos podem ser enviados para o e-mail da Otrantur

Comentar
Compartilhar
06 NOV 2019Por Vanessa Pimentel07h00
Os motoristas de micro-ônibus receberão salário de R$ 1.870 e os dos ônibus convencionais R$ 2.900. Não haverá cobradoresFoto: Nair Bueno/DL

O novo sistema de transporte público municipal de São Vicente vai gerar 800 empregos diretos na cidade, segundo José Roberto Alves de Sales, diretor operacional da Otrantur Transporte e Turismo - empresa que irá gerir o sistema pelos próximos 20 anos.

Para o início das operações, previsto para a segunda quinzena deste mês, serão necessários cerca de 500 motoristas, dos quais 300 já foram contratados, entre profissionais absorvidos do antigo sistema - as lotações e novos funcionários.

Os contratados vão ser registrados com piso salarial da categoria, planos de saúde e odontológico e cesta básica.

Os motoristas de micro-ônibus receberão salário de R$ 1.870 e os dos ônibus convencionais R$ 2.900. Não haverá cobradores.

Há, ainda, 200 vagas para motoristas e oportunidades para mecânicos/manutenção e auxiliares de limpeza. Quem tiver interesse pode enviar currículo para o e-mail [email protected]

"Nós também fizemos convênio com o PAT de São Vicente (Posto de Atendimento ao Trabalhador), então quem quiser mais informações pode ir até lá", explicou José Roberto, em coletiva realizada na tarde de ontem (5), na prefeitura.

O encontro, que explicou mais detalhes sobre a nova operação, contou com a presença dos vereadores da cidade e do prefeito Pedro Gouvêa.

Novos bairros atendidos

Quatro bairros do município que não eram atendidos por transporte público, contarão agora com o serviço. São eles: Japuí (linha 213), Sambaiatuba (112), Parque Bitaru e Catiapoã (111).

"O Japuí é o bairro que mais vai ser beneficiado com o novo sistema porque era uma região isolada e agora terá integração com todas as outras linhas. Moradores do Sambaiatuba e Bitaru também vão sentir a melhora do transporte, até porque nunca houve linhas que fossem pra lá", disse Roberto.

A cidade vai ganhar também quatro linhas noturnas (madrugadas) que vão rodar na área Insular e Continental.

O 151 fará o trajeto Praia/Terminal; o 152 Tambores/Terminal; o 251 e o 252 Área Continental. Para evitar assaltos, a Otrantur fechou parceria com o aplicativo Moovit. A ferramenta permite que o usuário confira na tela do celular o exato momento em que o ônibus irá passar pelo ponto. Assim, ele só vai para o local quando o veículo já estiver se aproximando, evitando a exposição em horários mais perigosos.

Postos de recarga

A empresa prevê visitar em breve comerciantes vicentinos para estudar a possibilidade de implantação do sistema de recarga para cartões transporte. Quem aderir vai ganhar 3% sobre cada recarga efetivada. "Nossa intenção é conversar, principalmente, com os comerciantes da Área Continental porque queremos expandir os postos de recarga por lá", afirmou o diretor. São esperados mais de 100 novos postos em São Vicente, segundo a Otrantur.

Os ônibus e micro-ônibus vão aceitar pagamento com cartão e com dinheiro. A tarifa será de R$ 3,95. No total, serão 245 carros em 22 linhas.

Animais serão aceitos nos veículos, contanto que as regras da legislação municipal sobre o tema sejam cumpridas. (Vanessa Pimentel)