Nova rotatória deve reduzir trânsito na Zona Noroeste

Equipamento deve eliminar dois sinais entre as avenidas Nossa Senhora de Fátima e Jovino de Melo

Comentar
Compartilhar
10 MAI 2017Por Diário do Litoral10h00
Cerca de trinta lajes de concreto, que servirão de base para os pontilhões, foram instaladas ontemFoto: Matheus Tagé/DL

A instalação de uma nova rotatória, entre as avenidas Nossa Senhora de Fátima e Jovino de Melo, no Chico de Paula, deve reduzir o trânsito na Zona Noroeste, em Santos. Essa é a expectativa do prefeito, Paulo Alexandre Barbosa.

O chefe do Executivo realizou uma visita técnica ao local das obras ontem. Foram instaladas 30 lajes de concreto, que servirão de suporte para dois pontilhões da futura rotatória, que permitirão a conversão na Praça Júlio Dantas e na Avenida Jovino de Melo. Com isso, dois semáforos serão ­eliminados.

“Vai melhorar bastante. Vamos garantir maior fluidez no trânsito. A Zona Noroeste é uma região que cresce bastante. Todos os dias são mais de 45 mil veículos que passam pela Nossa Senhora de Fátima e agora, com essa redução dos semáforos, vamos garantir uma mobilidade mais ágil para a população”, disse Barbosa.

A rotatória terá integração também com o sistema cicloviário, com novas ciclovias nas avenidas Jovino de Melo e Eleanor Roosevelt.

“Aqui, na Zona Noroeste, tem muita gente trabalhadora que se utiliza da ciclovia todos os dias para exercer suas atividades profissionais e que agora vão ter mais segurança e uma estrutura melhor para fazer isso”, comentou o prefeito, que estima um ganho de 30% no tempo de deslocamento na região após a instalação do equipamento, que deve ser concluída em julho. Já a finalização da ciclovia em toda a Avenida Jovino de Melo está prevista para dezembro.

A intervenção na mobilidade urbana da área está orçada em R$ 7,2 milhões, com recursos do Departamento de Apoio ao Desenvolvimento das Estâncias (Dade). O mesmo projeto prevê um terceiro pontilhão sobre o canal da Avenida Jovino de Melo, altura da Avenida Eleanor Roosevelt, e outro sobre o canal, na altura da Avenida Hugo Maia.

Alívio nos morros

Além de eliminar semáforos e dar maior fluidez ao trânsito no entorno da Avenida Nossa Senhora de Fátima, a obra também deve auxiliar quem precisa utilizar os morros para se locomover.

De acordo com Nilson Barreiro, secretário-adjunto da secretaria de Infraestrutura e Edificações, a rotatória irá alterar também o fluxo de veículos na Avenida Francisco Ferreira Canto, em frente ao estádio Espanha, casa do ­Jabaquara.

“Esse grande gargalo, que tem um semáforo de três tempos, que você pega o cara descendo a Nova Cintra, virando para o lado de São Vicente, não vai ter mais. Ele vai até a Eleanor Roosevelt e vai entrar na Eleonor. Consequentemente, com o pontilhão da Eleanor, você tira aquele trânsito que vinha por lá para subir o morro. Ou o que vinha para a Nossa Senhora de Fátima já virá aqui. Então, você só vai ficar com o fluxo de veículos que vai subir o morro. Não vai ter mais a conversão à esquerda de quem tá na Nova Cintra ir para São Vicente. Ele vai ser obrigado a vir no pedaço da Eleanor”.