X
Cotidiano

Noites Solidárias acolhe 131 pessoas com distribuição de colchões, cobertores e refeições

Alojamento estruturado na Estação Pedro II do Metrô protegeu população em situação de rua do frio

Alojamento na Estação Pedro II contou com 65 pessoas (61 homens, duas mulheres e duas crianças) e quinta-feira (19), com 36 pessoas (33 homens e três mulheres) / Divulgação

O Governo de São Paulo acolheu 131 pessoas nas três noites do alojamento estruturado na Estação Pedro II Metrô para ajudar a proteger a população em situação de rua da frente fria.

No primeiro dia da ação, terça-feira (17), foram acolhidas 30 pessoas (22 homens, 4 mulheres e 4 crianças). Na noite seguinte, o alojamento na Estação Pedro II contou com 65 pessoas (61 homens, duas mulheres e duas crianças) e quinta-feira (19), com 36 pessoas (33 homens e três mulheres). Ao todo, o Bom Prato Móvel serviu 200 refeições à população.

"Nós sempre temos um olhar cuidadoso aos moradores de rua, principalmente na época de frio intenso. Disponibilizamos a nossa infraestrutura e excelência pela Coordenadoria de Desenvolvimento Social. Estamos atuando nas necessidades básicas, que é direito de todos: um bom sono com conforto térmico, alimentação de qualidade e acolhida em um amplo espaço da estação Pedro II Metrô", disse a secretária de Desenvolvimento Social do Estado de São Paulo, Laura Machado.

O trabalho é intersecretarial e envolve as pastas de Desenvolvimento Social do Estado de São Paulo e Transportes Metropolitanos, com o apoio da Defesa Civil estadual e do Fundo Social de São Paulo. O acolhimento está previsto para ocorrer, inicialmente, até hoje (20), entre 19h e 8h do dia seguinte.

Também foi fornecido jantar às pessoas no local por meio de uma unidade do Bom Prato Móvel. Pela manhã, nos três dias, os abrigados foram encaminhados à unidade 25 de março do Bom Prato para o café da manhã.

No decorrer desta semana, 1.151 cobertores e 2.350 mil sacos de dormir doados pelo Fundo Social de São Paulo foram enviados também para a prefeitura de São Paulo para o atendimento previsto em tendas espalhadas por toda a capital e para entidades de atendimento à população em situação de rua.

Na terça-feira, a Defesa Civil distribuiu 600 cobertores, 500 colchões, 354 cestas básicas, cerca de mil litros de água sanitária e 200 kits de higiene pessoal em quatro centros de acolhimento da cidade: Missão Belém – Vida Nova; SEFRAS – Associação Franciscana de Solidariedade; Pastoral do Povo da Rua e Missão Belém – Casa Guadalupe. Os quatro centros de acolhimento atenderam 587 pessoas, sendo 573 homens, 9 mulheres, 4 crianças e1 recém-nascido, desde terça-feira, 17. As ações da Defesa Civil estadual complementam-se à atuação da Defesa Civil do município de São Paulo.

A Secretaria de Desenvolvimento Social enviou R$ 50 milhões à Prefeitura de São Paulo no mês de abril para investir no combate ao frio. A pasta também está enviando R$ R$ 4,8 milhões a 96 municípios para ampliarem vagas de atendimento à população em situação de rua durante o inverno de 2022.

Inverno Solidário

A Campanha Inverno Solidário, que tem o objetivo de arrecadar cobertores novos, é coordenada pelo Fundo Social de São Paulo. A campanha teve início no último dia 10 e será realizada até 21 de setembro. As doações poderão ser entregues para o Fundo Social de São Paulo e na capital paulista em pontos de coleta instalados nas estações de trens e metrô, terminais de ônibus da EMTU (Empresa Metropolitana de Transportes Urbanos) e unidades do Poupatempo.

Faça parte do grupo do Diário no WhatsApp e Telegram.
Mantenha-se bem informado.

Nos outros municípios paulistas, a entrega e a distribuição são coordenadas pelos fundos municipais. As doações serão destinadas a pessoas em situação de rua e entidades sociais, hospitais e centros de acolhimento.

Além de arrecadar cobertores novos, a campanha vai promover ações de combate a doenças comuns do inverno nas unidades das Praças da Cidadania, mantidas pelo Fundo Social em locais com alta vulnerabilidade. A Secretaria da Saúde fará ações de prevenção e vacinação contra a gripe.

Apoio empresarial

A iniciativa conta com o apoio da Klabin, que doou 8 mil caixas que serão distribuídas pelos estabelecimentos parceiros para doações de cobertores. A empresa é parceira da campanha há mais de 20 anos.

Responsável pelo desenvolvimento e manutenção do site oficial, a Prodesp – empresa de Tecnologia do Governo de São Paulo – também oferece um canal que indica os pontos de coleta mais próximos para doações. Ao informar o CEP, o site oferece a relação de unidades que estão recolhendo cobertores na região.

A Prodesp também é responsável pelo Poupatempo. Todos os postos do programa receberão cobertores para distribuição a entidades assistenciais ligadas ao Fundo Social de São Paulo e dos municípios. Mais informações: www.invernosolidario.sp.gov.br.

Deixe a sua opinião

VEJA TAMBÉM

ÚLTIMAS

Esportes

Após forçar saída, Marinho reencontra Santos em meio à pressão no Flamengo

Marinho é reserva no Flamengo, e fez apenas dois gols em 23 jogos na temporada

Brasil

Memória: a história do Castelinho da Rua Apa

Imóvel, construído em 1912, ficou famoso após ser palco de uma tragédia familiar

©2021 Diário do Litoral. Todos os Direitos Reservados.

Software