Navio da Guiné entra em quarentena no Porto de Santos após suspeita de Covid-19 na tripulação

O comandante da embarcação apresentava febre alta e falta de ar e precisou ser removido para um hospital da cidade

Comentar
Compartilhar
10 ABR 2021Por Da Reportagem15h14
Trata-se do navio MV Florinda, vindo da Guiné (África Ocidental).Trata-se do navio MV Florinda, vindo da Guiné (África Ocidental).Foto: FleetMon/Reprodução/Internet

Um navio vindo da Guiné, que embarcaria açúcar no Porto de Santos, precisou ser interditado e colocado em quarentena após dois tripulantes apresentarem sintomas suspeitos de contaminação pela Covid-19. O comandante da embarcação apresentava febre alta e falta de ar e precisou ser removido para um hospital da cidade.

Segundo confirmou a Reportagem do Diário do Litoral trata-se do navio MV Florinda, vindo da Guiné (África Ocidental). Dois tripulantes apresentavam febre e falta de ar. Um deles, o comandante da embarcação, que precisou de atendimento médico no local e foi transferido para um hospital de Santos pela gravidade dos sintomas, mas ainda não há informações sobre o seu quadro de saúde.

Segundo a ANVISA toda a tripulação passou por testes para detectarem (ou não) a prersença do vírus.

Além disso, a agência determinou que o navio ficasse na área de fundeio do canal do Porto, em quarentena, até o dia 22.