Na Ucrânia, 'golfinhos assassinos' fogem de base naval

Três golfinhos treinados pelos militares para atacar mergulhadores escaparam de uma base naval de treinos ucraniana

Comentar
Compartilhar
14 MAR 201311h46

Treinados pelas forças especiais da Ucrânia para desarmar minas e assassinar mergulhadores inimigos, três golfinhos fugiram da base naval de Sebastopol.

Em suas missões, os animais carregam facas e armas de fogo - não está claro se os golfinhos estavam com o armamento. Eles teriam saído a procura de pares para acasalar.

Apesar de não confirmados, os rumores sobre golfinhos treinados militarmente existem há décadas. Em outras ocasiões, já surgiram notícias sobre golfinhos, leões-marinhos, morsas, focas e até baleias treinadas para atacar.

O ministro da defesa ucraniano negou as notícias, recusando confirmar que a marinha faz uso dos golfinhos, apesar das inúmeras aparições daqueles espécimes com equipamento militar atado ao corpo.

Os golfinhos teriam saído a procura de pares para acasalar (Foto: Divulgação)