Mutirão de desratização na orla de Santos começa segunda-feira

A iniciativa se faz necessária porque na praia há grande acúmulo de sobras de alimentos em razão do fluxo de pessoas

Comentar
Compartilhar
21 FEV 201322h01

Os jardins da orla serão alvo de mutirão educativo e de desratização de segunda (25) a quarta-feira (27), promovido pela prefeitura. A ação será realizada por 18 funcionários da Sevicoz (Seção de Vigilância e Controle de Zoonoses), ligada à Secretaria de Saúde, que irão colocar iscas em pontos estratégicos, distribuir folhetos explicativos e orientar comerciantes dos quiosques, munícipes e turistas.

A iniciativa se faz necessária porque na praia há grande acúmulo de sobras de alimentos em razão do fluxo de pessoas, segundo a chefe da seção, Maria Aparecida Pelusio. “Os restos de comida devem ficar bem acondicionados em sacos plásticos fechados e colocados nos locais certos. Sem esse cuidado a desratização não surte o efeito necessário”. Na orla, a desratização acontece a cada três meses e nos pontos críticos, mensalmente.

No primeiro dia, o mutirão será entre a divisa e o canal 2; no segundo, até o 4; e no último dia, até o canal 7. As iscas utilizadas não oferecem riscos aos animais domésticos que circulam na orla porque não ficam expostas.

A ação será realizada por 18 funcionários da Sevicoz que irão colocar iscas em pontos estratégicos  (Foto: Divulgação)

Serviço pode ser solicitado para residências

O serviço de desratização é oferecido periodicamente nos equipamentos municipais e quando solicitado, em residências e vias públicas. A solicitação deve ser feita no Via Saúde - Ouvidoria da Saúde, pelo 0800 7700732, de segunda a sexta, das 8h às 17h, ou pelo e-mail [email protected]

De hábitos noturnos e com reprodução rápida, os roedores podem ser evitados com medidas simples de higiene. Em casa, além dos alimentos, ração, água, sabão em pedra e fezes dos animais não podem ficar expostos.