Munícipes de Cubatão aguardam mais de 1h por transporte público

Uma foto feita na última terça-feira, na Avenida 9 de Abril, em Cubatão, mostra um ponto de ônibus totalmente lotado

Comentar
Compartilhar
12 MAI 2021Por Vanessa Pimentel11h10
Munícipes indignados relatam baixa demanda de ônibus e a falta dos perueirosMunícipes indignados relatam baixa demanda de ônibus e a falta dos perueirosFoto: Cubatão News/Reprodução

Uma foto feita na última terça-feira (11), na Avenida 9 de Abril, em Cubatão, mostrando um ponto de ônibus totalmente lotado, levantou mais uma vez um debate nas redes sociais sobre a situação do transporte público na cidade.

A imagem foi compartilhada na página Cubatão News e tem mais de 145 comentários de munícipes indignados, que relatam a baixa demanda de ônibus no município e a falta dos perueiros, impedidos de trabalhar por determinação judicial, imposta pelo Tribunal de Justiça do Estado de São Paulo (TJ-SP).

A permissão do serviço de transporte alternativo, executado por micro-ônibus, terminou no último dia 30 de abril e não foi renovada porque a Justiça entendeu que a lei de 1997, que permitia este tipo de atendimento, é inconstitucional pelo fato de ter sido criada por um vereador e não pelo prefeito. Com isso, concessionários, motoristas, cobradores e funcionários da entidade perderam seus empregos. 

A falta das vans tem sobrecarregado as linhas municipais e, segundo os relatos dos usuários, o tempo de espera por um ônibus passa de uma hora. Uma das moradoras diz que, mesmo em horário de pico, havia apenas um ônibus para a Vila dos Pescadores. O cenário se agrava devido à pandemia, já que os atrasos causam aglomerações nos pontos e lotação nos veículos.

A reportagem entrou em contato com a prefeitura e foi inforamda que a Companhia Municipal de Trânsito informa notificou ontem (11) a empresa Fênix sobre a frequência dos ônibus para que o problema não ocorra novamente e que respeite os horários estabelecidos em ordem de serviço.