Mulheres se mobilizam pelo fim da violência e garantia dos direitos humanos

A data é celebrada no dia 25 deste mês

Comentar
Compartilhar
22 JAN 201323h54

A Comissão Permanente dos Direitos da Mulher da Câmara Municipal de Santos em conjunto com entidades de defesa dos direitos da mulher, promoverá uma série de atividades em Santos entre os dias 25 de novembro e 5 de dezembro em alusão ao Dia Internacional da Não Violência contra as Mulheres.

A data é celebrada no dia 25 deste mês. A mobilização é pela erradicação da violência e pela garantia dos Direitos Humanos e também tem o apoio da Prefeitura de Santos, por meio da Secretaria de Assistência Social e do Conselho Municipal dos Direitos da Mulher.

A presidente da Comissão dos Direitos da Mulher do Legislativo, vereadora Cassandra Maroni Nunes (PT), e representantes da Frente Regional para o Enfrentamento da Violência contra a Mulher e outras entidades, Vera Oscar, Josemary Rosas e Nadir de Souza Brito fazem parte do grupo engajado na mobilização e destacam a importância de políticas públicas que garantam a integridade física e emocional, econômica, social e respeito à mulher.

Em Santos, o grupo passará dois abaixo-assinados em prol da inserção da Lei 11.340/2006 –- Lei Maria da Penha -- no Código Penal Brasileiro e pela criação da Coordenadoria Municipal de Políticas para as Mulheres de Santos. A coleta de assinaturas será feita em três localidades de Santos.

As barracas serão montadas na Praça Mauá (no dias 25, 26 e 27, às 9 horas), na Praça José Bonifácio (de 30 e 4 de dezembro), e na Praça Bruno Barbosa, do Corpo de Bombeiros, na Zona Noroeste (nos dias 1 e 2 de dezembro, às 10 horas).

Campanha do Laço Branco

Já no dia 4 de dezembro, haverá o ato de lançamento da Campanha do Laço Branco. Vera Oscar explica que será uma caminhada dos homens, com o lema ‘Homens pelo Fim da Violência’. A campanha é nacional. A caminhada tem saída prevista da Praça Mauá, às 12 horas, e se estenderá até a Praça José Bonifácio. Já no dia 5 haverá oficina de Reflexão sobre a Lei Maria da Penha na Zona Noroeste, às 15 horas.

25 de novembro

O Dia Internacional da Não Violência contra as Mulheres foi instituído em memória do assassinato brutal das irmãs Mirabel (Pátria, Minerva e Maria Tereza), no dia 25 de novembro de 1960, pelo ditador Rafael Trujilo, na República Dominicana. A data foi reconhecida pelas Nações Unidas, em 1999.

Já o assassinato de 14 estudantes de engenharia no dia 6 de dezembro de 1989 por um colega inconformado com a presença de mulheres no curso, inspirou a criação da Campanha do Laço Branco. Nesta data, o Governo Brasileiro instituiu o Dia Nacional de Mobilização dos Homens pelo Fim da Violência contra as Mulheres, em 2007.

Delegacia da Mulher

A vereadora Cassandra divulgou ainda o novo endereço da Delegacia da Mulher de Santos, localizada à Rua Assis Correia, 50, no Gonzaga. O telefone é 3235-4222. Outro serviço é Disque-denúncia 181.