Mortes caem 45% nas estradas durante o feriado

O total de vítimas leves recuou 15,12%, baixando de 377 para 320. A Operação do Dia do Trabalho foi realizada nas rodovias paulistas de 30 de abril até 3 de maio

Comentar
Compartilhar
05 MAI 201511h02

O número de mortes caiu 45,45% nos 22 mil quilômetros de rodovias paulistas durante o feriado prolongado do Dia do Trabalho, de 30 de abril a 3 de maio. O número de vítimas graves também apresentou redução de 4,35%.

O Policiamento Rodoviário, em conjunto com equipes de radiopatrulha territorial e aérea, Comando de Choque, entre outros, reduziu em 20 o número de mortes nas estradas bandeirantes. No mesmo feriado do ano passado, foram 44 vítimas fatais, contra 24 deste ano.

A quantidade de vítimas graves passou de 92 para 88 — redução de quatro casos. O total de vítimas leves recuou 15,12%, baixando de 377 para 320 vítimas no período do feriado prolongado.

Operação envolveu polícias, DER, Dersa e Artesp (Foto: Matheus Tagé/DL)

Além de policiais, participaram da operação o Departamento de Estradas e Rodagens (DER), a Agência Reguladora de Serviços Públicos Delegados de Transporte do Estado de São Paulo (ARTESP), a empresa Desenvolvimento Rodoviário S/A (Dersa) e as concessionárias das rodovias.

As ações preventivas e ostensivas dos policiais também ajudaram a reduzir o número de acidentes em 23,04%. Foram 718 neste ano, contra 933 do mesmo feriado de 2014, que teve 215 casos a mais. Os atropelamentos também tiveram diminuição, passando de 19 para 14 ocorrências – queda de 26,32%.