Moradores do Jóquei ‘fazem rally’ para escapar dos buracos

Problema de desníveis nas vias mais importantes do bairro é antigo e recorrente; Prefeitura de São Vicente afirma que solucionará parcialmente o problema em 30 dias

Comentar
Compartilhar
10 FEV 2017Por Rafaella Martinez08h00
Transitar pelas ruas e calçadas da Avenida Senador Salgado Filho também é uma missão difícilTransitar pelas ruas e calçadas da Avenida Senador Salgado Filho também é uma missão difícilFoto: Matheus Tagé/DL

Transitar pelas ruas do Jóquei Clube, em São Vicente, tem se tornado um problema para os pedestres e motoristas. Isso porque os buracos dominam a paisagem, seja nas ruas ou nas calçadas. Com recorrentes problemas de alagamentos, os passeios se tornam um perigo quando as vias estão cheias de água. Na rua, os ­motoristas precisam fazer um verdadeiro ‘rally’ para escapar das crateras que dominam boa parte das ­principais avenidas do bairro: a Augusto Severo e a Senador Salgado Filho.

A reportagem do Diário do Litoral esteve no local após a denúncia da munícipe Amanda da Silva. Na última segunda-feira (7), ela precisou ir até o bairro para fazer a prova do Jóquei Instituição Promocional (JIP). Ela conta que durante todo o trajeto o ônibus em que estava “balançava, como se fosse tombar”.

No local, além dos coletivos, carros, lotações e motocicletas precisam desviar a todo instante das inúmeras crateras que margeiam toda a extensão da Avenida Senador Salgado Filho. Por possuir muitas lombadas, o perigo da avenida é ainda maior, uma vez que boa parte dos desníveis estão localizados na descida das lombadas. Moradores relatam que acidentes são comuns na região.

Na Avenida Augusto Severo equipes da Secretaria de ­Desenvolvimento Urbano e Obras Públicas trabalhavam na ­desobstrução das ­galerias de águas pluviais. Os buracos, no entanto, permaneciam abertos.

A situação de abandono do bairro, que é o terceiro com o maior número de habitantes do município, se arrasta há meses. O assunto já foi tema de uma reportagem do Diário do Litoral em novembro passado.

‘Problema estará parcialmente solucionado em 30 dias’

Durante os serviços de limpeza nas galerias, a reportagem conversou com o secretário de Desenvolvimento Urbano e Obras Públicas, Leo Santos. Ele afirmou que o término dos serviços de limpeza e a pavimentação parcial das principais vias do Jóquei Clube acontecerão em 30 dias.

“É impossível resolver o problema do buraco sem resolver a questão da água, que está represada na região. Estamos recuperando a rede de galerias e fazendo limpezas nos canais. Esses trabalhos na região do Jóquei e Sambaiatuba tiveram início no último domingo. Queremos em 30 dias mudar a cara do bairro, no que diz respeito a alagamentos, buracos e lixo, deixando a avenida transitável da melhor forma possível”, destaca o secretário.

De acordo com o diretor da Codesavi, Ulises Garavatti, a Operação Tapa-Buracos está sendo feita desde o começo do ano nos principais anéis viários da cidade. “Começamos pela Frei Gaspar, por ser uma via importante e extensa. Depois fomos para a Antônio Pedro de Jesus e Francisco Bensdorf. Na Castelo Branco já demos uma ajeitada e a próxima é a Salgado Filho. Depois vamos para a Carijós e para a Don Duarte da Costa”, enfatiza.