Mongaguá: prefeito chora ao falar da morte de pai e irmão comerciantes por Covid

O prefeito Márcio Melo Gomes (Republicanos) disse que preferia que eles tivessem falido do que perdido a vida para a doença

Comentar
Compartilhar
31 MAR 2021Por Da Reportagem15h24
A declaração emocionada foi dada ao final da transmissão, realizada nesta terça-feira (30)A declaração emocionada foi dada ao final da transmissão, realizada nesta terça-feira (30)Foto: Reprodução

O prefeito Márcio Melo Gomes (Republicanos), de Mongaguá, chorou em uma transmissão ao vivo ao falar da perda do pai e do irmão, na mesma semana, por complicações da Covid-19. Ambos eram comerciantes. O prefeito disse que preferia que eles tivessem falido do que perdido a vida para a doença.

A declaração emocionada foi dada ao final da transmissão, realizada nesta terça-feira (30), para informar a população sobre o avanço da pandemia em Mongaguá. Ele também criticou a falta de consciência de parte da população, que não têm respeitado as medidas restritivas, e respondeu aos comentários negativos, feitos pelas redes sociais, contra as regras em vigor.

O pai do prefeito, Givaldo Alves Gomes, de 64 anos, morreu no dia 22 de abril. Já o irmão dele, Givaldo Melo Gomes Junior, tinha 33 anos e morreu na madrugada de domingo (28).

Assista: