Mongaguá muda o esquema de vacinação contra a Covid-19 e gera fila

Vacinação das USFs passaram a ocorrer só no Itapoan

Comentar
Compartilhar
15 JUL 2021Por Carlos Ratton07h30
Muita gente está reclamando do tempo da fila da vacina no ItapoanMuita gente está reclamando do tempo da fila da vacina no ItapoanFoto: Nair Bueno/DL

A Prefeitura de Mongaguá tentou facilitar, mas acabou complicando o esquema de vacinação. Na última terça-feira (13), conforme relatado por munícipes, resolveu centralizar as aplicações no Itapoan Praia Clube, na Avenida Marina, 65, Centro, causando uma fila imensa formada inclusive por idosos e gestantes. A mudança segue até dia 16.

Para piorar, segundo o Sindicato dos Trabalhadores em Transportes Rodoviários de Santos e Região, o Município é o único da Baixada Santista que ainda não vacinou os motoristas e demais profissionais do transporte coletivo contra a Covid-19.

Givanete Ramos chegou na fila ontem às 10 horas para guardar lugar para a mãe, de 67 anos, que já foi acometida de Covid-19. A vacinação começou às 15 horas.

"Na terça, quando eu tentei vaciná-la, tinha umas 800 pessoas na frente. Depois de uma hora de fila, tive que leva-la de volta para casa porque ela passou mal", revela.

"A vacinação estava sendo realizada nos postinhos de saúde dos bairros e no Itapoan como alternativa. Tem idoso na fila e uma colaboradora minha, que está grávida, tentou tomar a segunda dose e voltou porque passou mal por conta do tempo de espera na fila", conta outra munícipe que prefere não se identificar.

ÔNIBUS.

Com relação aos transporte de passageiros, o presidente do Sindicato, Valdir de Souza Pestana, enviou ofício ao prefeito Márcio Melo Gomes (Republicanos), na segunda-feira (12), sobre a imunização contra o novo coronavírus.

"O sindicato aguarda uma resposta referente à vacinação dos motoristas, que têm garantida a prioridade desde 18 de maio, conforme o Plano de Imunização do Governo de São Paulo", diz o documento.

O Sindicalista pondera que a medida evitará a contaminação dos motoristas e também dos passageiros, diminuindo assim os efeitos da pandemia na cidade e na região.

PREFEITURA.

A Prefeitura não respondeu em relação ao transporte, mas informa que intercala o sistema de imunização para contemplar um número maior de moradores e aplica as doses seguindo as diretrizes do Plano Estadual de Imunização.

Até o momento, foram aplicadas mais de 37.500 doses e o Município, inclusive, é o terceiro que mais imuniza na Baixada Santista, com 48,71% da população vacinada, de acordo com o Governo do Estado.

Paralelo a isso, a Administração tem realizado um leque de ações para contemplar o maior número de moradores possível, otimizando a vacinação, sendo que o Posto Avançado do Itapoan dispõe de estrutura que viabiliza a ação de mais de 20 aplicadores de vacina simultaneamente, além dos mais de 20 atendentes, potencializando o trabalho.

O Posto conta com atendimento em horário diferenciado, das 15h às 19h, possibilitando que os trabalhadores de diversas categorias que prestam serviço em horário comercial possam ser imunizados. Na terça (13), por exemplo, foram aplicadas mais de 1.400 doses e ontem foram vacinadas pessoas acima de 35 anos.

"As filas são geradas por conta da população chegar com mais de quatro horas de antecedência da hora marcada para o início dos trabalhos. No entanto, a situação se controla aproximadamente duas horas após o início da vacinação.

Hoje e sexta-feira (16), das 8h30 às 11h30, a imunização contra a Covid acontecerá nas nove USFs. À tarde, das 13h às 15h, os postinhos contarão com a aplicação de vacina contra Influenza. No sábado (17), será realizada mais uma ação no Posto Avançado, com a imunização contra Influenza, das 9h às 16h, ininterruptamente.