SEDUC

Ministro francês pede apoio de Google, Facebook e Twitter contra terrorismo

O objetivo é convencer as empresas a trabalhar junto com a União Europeia contra a propaganda online de grupos terroristas

Comentar
Compartilhar
20 FEV 201518h56

O Ministro do Interior da França, Bernard Cazeneuve, está em São Francisco nesta sexta-feira para reuniões com representantes do Google, Facebook e Twitter. O objetivo é convencer as empresas a trabalhar junto com a União Europeia contra a propaganda online de grupos terroristas.

Cazeneuve pede uma coordenação mais organizada e a ajuda das gigantes da Internet na luta contra a propaganda de grupos extremistas disseminada por meio de redes sociais.

No dia 7 de janeiro, dois atiradores mataram 12 pessoas e feriram outras 11 durante um ataque ao jornal satírico Charlie Hebdo, em Paris. Nos dias 8 e 9, um terceiro homem armado matou uma policial e depois mais quatro pessoas após invadir um supermercado kosher. A polícia matou os três extremistas em dois confrontos separados no dia 9.