X

Cotidiano

Ministério Público denuncia três pela morte de Vitória Gabrielly

A decisão ocorreu após a Polícia Civil de Araçariguama encaminhar, no dia 6, o relatório final sobre a morte da jovem

Folhapress

Publicado em 17/07/2018 às 09:51

Comentar:

Compartilhe:

A-

A+

O Ministério Público denunciou nesta segunda-feira (16) o trio preso pelo sequestro e morte da estudante Vitória Gabrielly / Divulgação/Polícia Civil

O Ministério Público denunciou nesta segunda-feira (16) o trio preso pelo sequestro e morte da estudante Vitória Gabrielly Guimarães Vaz, 12, no dia 8 de junho em Araçariguama (a cerca de 50 km de SP). Eles são acusados de homicídio qualificado, sequestro e ocultação de cadáver.

A prisão dos três, que era temporária, também foi convertida para preventiva. A denúncia foi feita pelas 1ª e 3ª promotorias de Justiça de São Roque (a 66 km de SP). O processo segue para a Vara Criminal da cidade, que vai analisar o pedido.

A decisão ocorreu após a Polícia Civil de Araçariguama encaminhar, no dia 6, o relatório final sobre a morte da jovem.

Caso a Justiça aceite a denúncia, os serventes de pedreiro Julio Cesar Lima Ergesse, 24, Bruno Marcel Oliveira, 33, e a faxineira Mayara Borges de Abrantes, 24, serão julgados por sequestro, homicídio qualificado por motivo torpe, meio cruel, recurso que impediu a defesa da vítima e ocultação de cadáver. Os três suspeitos negam as acusações.

Apoie o Diário do Litoral
A sua ajuda é fundamental para nós do Diário do Litoral. Por meio do seu apoio conseguiremos elaborar mais reportagens investigativas e produzir matérias especiais mais aprofundadas.

O jornalismo independente e investigativo é o alicerce de uma sociedade mais justa. Nós do Diário do Litoral temos esse compromisso com você, leitor, mantendo nossas notícias e plataformas acessíveis a todos de forma gratuita. Acreditamos que todo cidadão tem o direito a informações verdadeiras para se manter atualizado no mundo em que vivemos.

Para o Diário do Litoral continuar esse trabalho vital, contamos com a generosidade daqueles que têm a capacidade de contribuir. Se você puder, ajude-nos com uma doação mensal ou única, a partir de apenas R$ 5. Leva menos de um minuto para você mostrar o seu apoio.

Obrigado por fazer parte do nosso compromisso com o jornalismo verdadeiro.

VEJA TAMBÉM

ÚLTIMAS

Negou

Ex-prefeito Bili garante que não houve dolo e que vai recorrer de decisão

O juiz Leonardo de Mello Gonçalves, da Vara da Fazenda Pública do Tribunal de Justiça do Estado de São Paulo (TJ-SP), condenou o ex-prefeito Luis Cláudio Bili Lins da Silva por improbidade administrativa e dano ao erário

Itanhaém

Vamos ajudar? Banco de leite materno de Itanhaém precisa de doações

O alimento pode ser compartilhado para ajudar a salvar a vida de diversos bebês na UTI Neonatal

©2024 Diário do Litoral. Todos os Direitos Reservados.

Software

Newsletter