‘Minha Casa, Minha Vida’

Governo vai ampliar fatia do FGTS

Comentar
Compartilhar
08 SET 201116h32

A maior parte dos subsídios para o Programa Minha Casa, Minha Vida virão agora do Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS), porque o Governo Federal quer cortar em R$ 1,5 bilhão os desembolsos do Tesouro Nacional para esse programa.

No entanto, os candidatos a mutuário não serão prejudicados e continuarão a ter direito a um subsídio de até R$ 23 mil bancado pelos cofres públicos. Para 2011, a previsão é de que sejam liberados R$ 6,6 bilhões em subsídios para o ‘Minha Casa, Minha Vida’, sendo R$ 5,5 bilhões do FGTS.

A segunda etapa do programa prevê a construção de 2 milhões de unidades habitacionais para famílias com renda de até R$ 5 mil, sendo R$ 1,2 milhão para famílias com renda de até R$ 1,6 mil, 600 mil para quem ganha até R$ 3,1 mil e o restante para quem tem um orçamento mensal de até R$ 5 mil.